Rob Griffith/AP
Rob Griffith/AP

Federer sofre, mas bate Simon e avança na Austrália

Após mais de três horas, suíço passa pelo francês por 3 sets a 2, com parciais de 6/2, 6/3, 4/6, 4/6 e 6/3

AE, Agência Estado

19 de janeiro de 2011 | 11h38

MELBOURNE - O suíço Roger Federer sofreu para confirmar o seu favoritismo, mas superou o francês Gilles Simon por 3 sets a 2, com parciais de 6/2, 6/3, 4/6, 4/6 e 6/3, nesta quarta-feira, e avançou à terceira rodada do Aberto da Austrália, o primeiro Grand Slam do ano, depois de uma maratona de 3 horas e 13 minutos de confronto.

Com o triunfo desta quarta, o segundo colocado do ranking mundial encerrou o tabu que amargava diante de Simon, atual 34.º do mundo. Ele perdeu os outros dois jogos que travou com o tenista da França, que havia levado a melhor no Masters Series do Canadá de 2008 e no Masters Cup da China daquele mesmo ano. Nas duas derrotas, o suíço perdeu de virada por 2 sets a 1.

Classificado, Federer jogará por um lugar nas oitavas de final contra o belga Xavier Malisse, que nesta quarta bateu o espanhol Alberto Montañes, com facilidade, por 3 sets a 0 (6/4, 6/0 e 6/1). O tenista da Bélgica, atual 45.º do mundo, é um velho freguês do suíço, que ganhou sete dos oito duelos que travou com o adversário. E o único triunfo do belga ocorreu no distante ano de 1999.

Nesta quarta, o cabeça de chave número 2 do Aberto da Austrália parecia que encerraria o jejum diante de Simon de forma relativamente tranquila. Com autoridade, ele ganhou os dois primeiros sets, mas a partir do terceiro começou a sofrer com a agressividade do francês, que encerrou a partida com 44 winners (bolas vencedoras), diante de 51 do suíço. O recordista de títulos de Grand Slam ainda abusou dos erros não forçados. Foram 53, contra 40 de Simon.

Federer, porém, fez valer a sua eficiência no saque, com o qual ganhou 79% dos pontos que disputou quando usou o primeiro serviço. Porém, o suíço permitiu a quebra de saque em cinco das nove oportunidades obtidas pelo francês, que permitiu oito quebras em 18 chances do tenista da Suíça. Federer ainda contabilizou 11 aces, contra nove de Simon, que ganhou apenas 56% dos pontos que disputou quando encaixou o seu primeiro saque.

No fim, Simon ainda chegou a salvar quatro match points no oitavo game antes de sucumbir ao suíço e teve o seu esforço reconhecido pela torcida, que aplaudiu de pé o francês em Melbourne.

Veja também:

linkTop 10 sofrem, mas se classificam

linkDjokovic vence e avança à terceira rodada

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.