John Minchillo/AP
John Minchillo/AP

Federer sofre, mas vence Wawrinka de virada e encara Goffin em semifinal

Favorito ao título em Cincinnati, número dois do mundo precisou de mais de 2 horas para desbancar o compatriota

O Estado de S.Paulo

18 Agosto 2018 | 02h51

Em duelo totalmente suíço na quadra dura do Masters 1000 de Cincinnati, Roger Federer suou bastante na noite desta sexta-feira para superar o compatriota Stan Wawrinka. O favorito ao título na competição norte-americana precisou de três sets para fechar o duelo por parciais de 6/7 (2/7), 7/6 (8/6) e 6/2, em 2h16min de confronto.

Atual número dois do mundo, Federer mostrou maior regularidade ao longo de toda a partida. Porém, hesitou diante de suas oportunidades. Foi assim no set inicial, quando desperdiçou dois set points seguidos no saque do rival. Para piorar, perdeu a concentração diante dos erros e foi superado no tie-break.

Mais confiante, Wawrinka manteve o nível elevado no segundo set. Tentando emplacar boa sequência de jogos no circuito, o 151º do mundo e convidado da organização, fazia jogo duro no fundo de quadra. Concedeu apenas um break point, não convertido por Federer em toda a parcial, decidida no tie-break, desta vez a favor do favorito.

No terceiro set, um paralisação de 22 minutos por causa de chuva leve não esfriou os dois tenistas. Na retomada, Federer voltou a ter duas oportunidades de quebra, sem sucesso. E, enfim, obteve sua quebra no sexto game para fazer 4/2. Cansado, Wawrinka caiu de rendimento e cedeu nova quebra para ver o compatriota fechar o jogo, sem ter seu serviço ameaçado em nenhum momento da partida.

Ambos os tenistas precisaram jogar duas partidas nesta sexta, em razão dos atrasos na programação, causados pela chuva ao longo da semana. Federer bateu o argentino Leonardo Mayer no início do dia, enquanto Wawrinka superou o húngaro Marton Fucsovics. Ambos venceram em sets diretos.

Na semifinal, o dono de sete títulos em Cincinnati vai encarar o belga David Goffin, responsável por eliminar o argentino Juan Martín del Potro também nesta sexta, por 7/6 (7/5) e 7/6 (7/4). Del Potro é o atual número três do mundo, enquanto Goffin é o 11º do ranking.

Federer e Goffin vão se enfrentar pela oitava vez no circuito. O suíço lidera o retrospecto com seis vitórias. Mas o último confronto foi vencido pelo rival, na semifinal do ATP Finals, em novembro do ano passado.

A outra semifinal de Cincinnati terá o sérvio Novak Djokovic e o croata Marin Cilic. Ambos também precisaram jogar duas vezes no mesmo dia. Djokovic iniciou a sexta batendo o búlgaro Grigor Dimitrov, antes de superar também o canadense Milos Raonic.

Cilic eliminou o russo Karen Khachanov no começo da rodada. Na sequência, despachou o espanhol Pablo Carreño Busta por 7/6 (9/7) e 6/4.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.