Paul Miller/EFE
Paul Miller/EFE

Federer vence e encara Hewitt nas oitavas em Melbourne

Número 1 avança após 3 a 0 sobre Montañes; australiano é beneficiado por desistência de Baghdatis

AE, Agencia Estado

23 de janeiro de 2010 | 09h33

Mais consistente do que na rodada anterior, o suíço Roger Federer não teve problemas para superar o espanhol Albert Montañes e chegar às oitavas de final do Aberto da Austrália, na madrugada deste sábado. O número 1 do mundo venceu por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/4 e 6/4.

Na próxima rodada, Federer terá pela frente o australiano Lleyton Hewitt, que avançou com tranquilidade por causa da desistência do cipriota Marcos Baghdatis. O tenista local garantiu a vaga após levar a primeira parcial por 6/0. Com dores no ombro direito, o adversário desistiu na metade do segundo set, quando Hewitt liderava por 4/2. A partida durou apenas 54 minutos.

Neste sábado, o líder do ranking da ATP chegou a sua 50.ª vitória no Grand Slam australiano, incluindo os títulos de 2004, 2006 e 2007. Federer também alcançou a marca de 191 triunfos em torneios deste nível, contra somente 27 derrotas.

Para alcançar este feito, o suíço exibiu um bom grande desempenho nos principais fundamentos e arriscou mais do que nos jogos anteriores. Ele acertou 36 bolas vencedoras, 10 aces e 88% dos pontos quando colocou o primeiro saque em quadra. Montañes foi mais contido e acabou sucumbindo ao ritmo agressivo do rival.

"Me sinto bem, confiante. Foi uma partida muito direta. Estou fisicamente bem e com a mente limpa, e esse é o melhor jeito de chegar à segunda semana [do torneio]", declarou o vice-campeão de 2009, ao final da partida.

A evolução de Federer em relação ao início da competição poderá ser decisiva na partida das oitavas de final. Hewitt, que contará com o apoio da torcida, vem embalado para a partida. Antes da competição, o ex-número 1 do mundo declarara que se sentia em condições de brigar pelo título deste ano.

No entanto, Federer é considerado o favorito para o jogo em razão dos últimos confrontos entre os dois tenistas. O suíço venceu as 14 últimas partidas contra o australiano, e leva boa vantagem no duelo direto, com 16 vitórias e apenas sete derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.