Fabrice Coffrini/ AFP
Fabrice Coffrini/ AFP

Federer vence Nadal e fatura seu sétimo título na Basileia

Suíço e espanhol voltam a se enfrentar após dois anos

Estadão Conteúdo

01 Novembro 2015 | 14h40

Depois de dois anos, Roger Federer e Rafael Nadal voltaram a se enfrentar neste domingo, na decisão do Torneio da Basileia. Ao contrário de boa parte dos 33 confrontos anteriores, foi o tenista suíço quem levou a melhor, venceu por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 5/7 e 6/3, e faturou o sétimo troféu atuando diante de sua torcida.

Foi apenas mais um capítulo naquela que é a principal rivalidade do tênis nos últimos tempos. Se Nadal venceu 23 vezes diante de Federer, o suíço levou a melhor neste domingo para faturar mais um troféu na carreira, naquela que foi simplesmente sua 11.ª decisão na Basileia.

Federer não vencia Nadal desde 2012, mas neste domingo a história foi diferente. No primeiro set, o suíço teve certa tranquilidade. Seu serviço foi pouco ameaçado e, em compensação, ele conseguiu uma quebra no quinto game e outra já na reta final para garantir a vantagem.

Mas Nadal não costuma se entregar fácil, muito menos quando o confronto é diante de Federer. Mesmo longe da melhor forma, graças a uma série de problemas físicos nos últimos anos, o espanhol endureceu o confronto e o levou equilibrado até o 11.º game, no qual aproveitou seu único break point para fechar.

Só que Federer vive mesmo fase bastante superior à do rival. No set de desempate, voltou a mostrar a regularidade costumeira, sequer cedeu oportunidades de quebra ao rival e, por outro lado, aproveitou uma das duas que teve para confirmar a vitória e levar ao delírio a torcida na Basileia.

Cabeça de chave número 1, Federer tinha o favoritismo para esta final, já que Nadal era o terceiro cabeça de chave do torneio. O retrospecto, no entanto, não era favorável ao suíço, que havia perdido as últimas cinco partidas contra o rival. Mas ainda assim ele superou os obstáculos para vencer em casa.

VALÊNCIA

Também neste domingo, o Torneio de Valência conheceu seu campeão em 2015. O português João Sousa superou o favoritismo de Roberto Bautista Agut, cabeça de chave número 7, e fechou em 2 sets a 1, com parciais de 3/6, 6/3 e 6/4. Foi apenas o segundo título do número 46 do mundo no circuito.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.