Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

Feijão perde de argentino Facundo Bagnis e cai em estreia no Rio Open

Brasileiro não passou da primeira rodada ao ser derrotado por 2 sets a 1, parciais de 7/5, 2/6 e 6/2

AE, Agência Estado

17 de fevereiro de 2014 | 18h12

RIO - Um dos três representantes do Brasil na chave masculina do Rio Open, João Souza, o Feijão, não conseguiu passar da primeira rodada do ATP 500 que está fazendo sua estreia no calendário nesta semana. Ele se despediu da chave de simples ao ser derrotado pelo argentino Facundo Bagnis por 2 sets a 1, com parciais de 7/5, 2/6 e 6/2.

Atual número 1 do Brasil, Feijão teve desempenho irregular, com oscilações no set inicial e na terceira parcial. Mas grande aproveitamento no terceiro set. O brasileiro começou melhor e faturou a primeira quebra da partida no quinto game do jogo. No entanto, acabou aceitando a reação do argentino, que devolveu a quebra e impôs outra para fechar em 7/5.

Na segunda parcial, o representante da casa chegou a abrir 4/0 no marcador. Sem forças, o argentino cedeu o empate. Mas, no terceiro set, Feijão voltou a oscilar e Bagnis não perdoou. Sem ter o saque ameaçado, o tenista da Argentina faturou outras duas quebras e sacramentou a vitória em 2h27min.

Na segunda rodada, Bagnis vai enfrentar o vencedor do duelo entre o espanhol Nicolas Almagro e o ucraniano Alexandr Dolgopolov. O Brasil ainda conta com Thomaz Bellucci e Guilherme Clezar na chave masculina de simples da competição. Ambos estrearão ainda nesta segunda-feira.

Ainda nesta segunda, avançaram à próxima rodada o sérvio Dusan Lajovic e o sérvio Martin Klizan. Lajovic se beneficiou da desistência do italiano Filippo Volandri, que abandonou o jogo quando perdia de virada por 6/7 (7/9), 6/3 e 4/0. Klizan bateu o espanhol Guillermo Garcia-Lopez por 6/4, 4/6 e 7/6 (7/4).

Tudo o que sabemos sobre:
tênisRio OpenFeijão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.