Heino Kalis/Reuters
Heino Kalis/Reuters

Ferrer bate Kohlschreiber após 4h51min de batalha e põe Espanha na semi da Davis

Tenista levou a melhor por 3 sets a 2, com parciais de 7/6 (7/1), 3/6, 7/6 (7/4), 4/6 e 7/5

Estadão Conteúdo

08 de abril de 2018 | 16h18

Ao triunfar em uma longa batalha que demorou 4 horas e 51 minutos para terminar, David Ferrer colocou a Espanha nas semifinais da Copa Davis, neste domingo, em Valência, ao vencer Philipp Kohlschreiber por 3 sets a 2, com parciais de 7/6 (7/1), 3/6, 7/6 (7/4), 4/6 e 7/5, e fechar em 3 a 2 para o seu país a série melhor de cinco partidas contra a Alemanha pelas quartas de final do Grupo Mundial da competição.

+ Leia mais notícias sobre tênis

+ Cilic atropela, Croácia avança e encara EUA nas semifinais da Copa Davis

+ Nadal vence Zverev e empata confronto da Davis entre Espanha e Alemanha

+ Colômbia vence série contra Brasil pela Copa Davis

Com o triunfo, os espanhóis se classificaram para enfrentar a França, que em outra série encerrada neste domingo liquidou a Itália por 3 a 1, em Gênova. O embate contra os franceses será realizado entre os dias 14 e 16 de setembro, fora de casa.

Horas mais cedo, com muito mais facilidade, Rafael Nadal fez valer a sua condição de número 1 do mundo e de "rei do saibro" para derrotar Alexander Zverev, o quarto colocado da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 6/1, 6/4 e 6/4, para deixar o confronto entre as duas nações empatado em 2 a 2. Os alemães haviam ficado a um triunfo das semifinais da Davis ao ganharem a partida de duplas de sábado, depois de Nadal e Zverev terem obtido um triunfo cada um na sexta-feira, nos primeiros duelos de simples.

Essa é a primeira vez que a Espanha vai à semifinal da Davis desde 2012, sendo que o país faturou a competição por cinco vezes, com os troféus de 2000, 2004, 2008, 2009 e 2011. E a nação voltou a dar uma demonstração de força como mandante, pois não perde um confronto de Davis em casa desde 1999, quando caiu diante do Brasil de Guga, Fernando Meligeni e Jaime Oncins na primeira rodada do Grupo Mundial, em Lérida.

Atual 33ª colocado do ranking mundial, Ferrer, de 36 anos, travou uma partida de veteranos com Kohlschreiber, 34º da ATP e com 34 anos de idade. E a distância mínima que os separa no ranking, por sinal, se refletiu dentro da quadra em um jogo equilibradíssimo neste domingo.

Em um duelo que teve dois sets decididos no tie-break, o espanhol e o alemão venceram o mesmo número total de pontos (185), sendo que o tenista da Alemanha chegou a conquistar uma quebra de saque a mais do que o adversário (7 a 6). Porém, Kohlschreiber cometeu um maior número de erros não-forçados (114 a 96) e Ferrer também acumulou mais bolas vencedoras (46 a 43).

Ferrer, por sua vez, justificou o seu retrospecto espetacular em partidas da Davis realizadas em piso de saibro. Essa foi a sua 17ª vitória em 18 jogos neste tipo de superfície, sendo que o primeiro revés ele sofreu na última sexta-feira, quando foi batido por Zverev. Já no geral, Ferrer acumula 28 triunfos e apenas cinco revezes.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.