Ferrer e Cilic estreiam com vitória no Masters de Montecarlo

O espanhol David Ferrer suou menos do que esperava para vencer em sua estreia no saibro do Masters 1000 de Montecarlo, em Mônaco, nesta terça-feira. O especialista no piso lento precisou de apenas 49 minutos para faturar a vitória, graças ao abandono do dominicano Victor Estrella Burgos no início do segundo set.

Estadão Conteúdo

14 de abril de 2015 | 15h01

Ferrer vencia por 6/2 e 2/0 quando o rival desistiu por dores no ombro. Estrella Burgos havia vencido sua primeira partida em um torneio de nível Masters 1000 no domingo, ao superar o italiano Simone Bolelli. Com o tranquilo triunfo, Ferrer garantiu vaga nas oitavas de final em Montecarlo. Seu próximo adversário sairá do confronto francês entre Benoit Paire e Gilles Simon, que despachou nesta terça o local Benjamin Balleret (6/4 e 6/2).

Além de Ferrer, o croata Marin Cilic e o austríaco Andreas Haider-Maurer avançaram às oitavas. Oitavo cabeça de chave, o tenista da Croácia sofreu para superar o alemão Florian Mayer por 2 sets a 1, com parciais de 6/3, 3/6 e 6/3. Na sequência, Cilic enfrentará o vencedor do duelo entre o francês Jo-Wilfried Tsonga e o belga David Goffin.

Andreas Haider-Maurer foi uma das surpresas do dia ao eliminar o australiano Bernard Tomic pelo equilibrado placar de 6/7 (4/7), 7/6 (7/5) e 6/4. O austríaco terá pela frente agora um desafio bem mais complicado. Ele será o adversário do número 1 Novak Djokovic nas oitavas. O sérvio atropelou o espanhol Albert Ramos por 6/1 e 6/4 nesta terça.

Ainda pela primeira rodada, o búlgaro Grigor Dimitrov derrotou o espanhol Fernando Verdasco por 6/4, 4/6 e 6/4. Na segunda rodada, o cabeça de chave número 9 vai duelar com o italiano Fabio Fognini, outro especialista em saibro. E o sérvio Viktor Troicki superou o eslovaco Martin Klizan por 7/6 (7/5), 5/7 e 6/2. Ele vai duelar com o norte-americano John Isner, conhecido pelo poderoso saque, na sequência.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.