Ferrer vence de virada, fatura título em Viena e fica perto do ATP Finals

David Ferrer sofreu, mas venceu o norte-americano Steve Johnson por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 4/6, 6/4 e 7/5, neste domingo, e conquistou o título do Torneio de Viena. Cabeça de chave número 1 do ATP 500 austríaco disputado em quadras duras e atual oitavo tenista do mundo, o tenista espanhol precisou de 2h14min para confirmar o seu favoritismo diante do 47º colocado do ranking.

Estadão Conteúdo

25 de outubro de 2015 | 17h25

O título em Viena também deixou Ferrer mais próximo de assegurar a sua classificação ao ATP Finals, torneio que reunirá os oito melhores tenistas da temporada entre os dias 15 e 22 de novembro, em Londres. O triunfo o fará abrir mais de 1200 pontos de vantagem sobre o francês Jo-Wilfried Tsonga, hoje o nono colocado no ranking que contabiliza os pontos da temporada e define os classificados à competição.

Sem nada a perder e pela primeira vez disputando uma final de nível ATP, Johnson surpreendeu no set inicial do jogo ao aproveitar duas de cinco chances de quebrar o saque do espanhol, que só conseguiu converter um de cinco break points e assim caiu por 6/4.

Já na segunda parcial, o norte-americano voltou a conseguir uma quebra de saque, mas desta vez foi Ferrer que conseguiu converter dois break points para devolver o 6/4 e empatar o jogo. O terceiro set, por sua vez, também foi equilibrado e Ferrer só conquistou uma quebra de serviço em seis oportunidades, mas não deu nenhuma chance para o norte-americano ameaçar o seu saque e liquidou o jogo em 7/5.

Esse foi o 26º título de Ferrer no circuito profissional, enquanto Johnson ainda não tem nenhuma taça de nível ATP. Esse foi, por sinal, o primeiro confronto entre os dois tenistas.

ESTOCOLMO - O campeão do Torneio de Estocolmo também foi definido neste domingo. Trata-se do checo Tomas Berdych, que confirmou a sua condição de cabeça de chave número 1 na Suécia ao superar na decisão o norte-americano Jack Sock por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/1) e 6/2.

Berdych, assim, faturou o bicampeonato do ATP 250 sueco, pois defendia a condição de atual campeão, sendo que esta foi a sua terceira final seguida na competição. Ele agora também passou a acumular 12 títulos no circuito profissional em sua carreira.

Essa foi a segunda vitória de Berdych em dois jogos com Sock, que já havia sido superado pelo checo neste ano no Masters 1000 de Xangai.

MOSCOU - Outro tenista que confirmou favoritismo para ficar com um título neste domingo foi o croata Marin Cilic. Cabeça de chave número 1 do Torneio de Moscou e atual campeão do ATP 250 russo, ele faturou o bicampeonato ao derrotar na decisão o espanhol Roberto Bautista-Agut por 2 sets a 0, com duplo 6/4.

Curiosamente, os dois tenistas também foram finalistas da edição passada da competição, quando o espanhol também foi batido em sets diretos. A taça também garantiu ao croata o fato de que, pelo sétimo ano seguido, ele conquista ao menos um título por temporada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.