Ferrero bate polonês e fatura o título do Brasil Open

Pelo título, Ferrero embolsa um prêmio de US$ 75,7 mil (R$ 141 mil) e 250 pontos no ranking da ATP

AE, Agencia Estado

14 de fevereiro de 2010 | 21h23

Com uma incrível facilidade, por ser uma decisão, o espanhol Juan Carlos Ferrero confirmou o favoritismo e conquistou, neste domingo, o título do Brasil Open, torneio disputado em quadras de saibro na Costa do Sauipe (BA). Em exatos 60 minutos de jogo, derrotou o polonês Lukasz Kubot por 2 sets a 0 - com parciais de 6/1 e 6/0.

Cabeça de chave número 1 da competição e 22 do mundo - deve entrar no top 20 do ranking da ATP nesta semana -, Ferrero fatura a sua primeira conquista no Brasil. Em 2007 também havia chegado à final, mas fora derrotado pelo argentino Guillermo Cañas.

Pelo título, o 13.º de sua carreira, Ferrero embolsa um prêmio de US$ 75,7 mil (R$ 141 mil) e 250 pontos no ranking da ATP. Kubot fica com US$ 39,7 mil (cerca de R$ 70 mil) e 150 pontos no ranking em que é o 56.º colocado.

"Ele (Kubot) começou um pouco nervoso, enquanto iniciei forte. Com duas ou três quebras no começo, é difícil se recuperar. Comecei convencido de que não perderia esse jogo de maneira nenhuma. Não esperava que fosse tão fácil, mas estava certo da minha confiança e que teria mais condições", comentou o campeão.

O título de Ferrero confirma de vez a supremacia espanhola no Brasil Open. Nas dez edições disputadas até 2010, os tenistas do país europeu já venceram quatro vezes: os outros foram Rafael Nadal (2005), Nicolás Almagro (2008) e Tommy Robredo (2009). Já o Brasil tem duas conquistas, ambas com Gustavo Kuerten (2002 e 2004).

Agora, Ferrero se prepara para disputar o Torneio de Buenos Aires, na Argentina. Seu primeiro adversário, por coincidência, será o brasileiro Ricardo Mello, a quem venceu nas semifinais na Bahia.

Tudo o que sabemos sobre:
tênisBrasil OpenJuan Carlos Ferrero

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.