Sebastião Moreira/EFE
Sebastião Moreira/EFE

Fognini encerra série invicta do tricampeão Cuevas e vai à final do Brasil Open

Tenista italiano levou a melhor por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

03 Março 2018 | 15h35

Cada vez mais embalado no saibro do ginásio do Ibirapuera, o italiano Fabio Fognini tratou de encerrar neste sábado a série invicta de 15 jogos do uruguaio Pablo Cuevas e se garantiu na final do Brasil Open. O segundo cabeça de chave avançou à sua primeira decisão da temporada ao eliminar o atual tricampeão do torneio paulistano pelo placar de 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/2.

+ Leia mais notícias sobre tênis

+ Bautista Agut domina Lucas Pouille e conquista o título do Torneio de Dubai

+ Del Potro surpreende Zverev e enfrenta Kevin Anderson na final de Acapulco

Na final deste domingo, em que vai buscar o sexto título na carreira, sendo o primeiro do ano, ele vai enfrentar o vencedor do duelo entre o argentino Horacio Zeballos, algoz dos brasileiros Thomaz Bellucci e Rogério Dutra Silva, e o chileno Nicolas Jarry, sensação desta gira de saibro sul-americana. A segunda semifinal do Brasil Open será disputada ainda neste sábado.

Contando com o apoio da maior parte da torcida, que compareceu em bom número no Ibirapuera, Fognini oscilou nos primeiros games, mas aproveitou os seguidos erros do adversário para assumir o controle da partida. Principalmente depois de faturar a primeira quebra do jogo, no quinto game: 3/2. Na sequência, sustentou a vantagem para fechar o set.

Embalado e mais confiante, o italiano obteve nova quebra logo no primeiro game da segunda parcial. O atual número 20 do mundo era mais agressivo tanto nos games de saque quanto nos de devolução. Neste ritmo, faturou nova quebra e fez 4/1, diante das hesitações de Cuevas, 31º do mundo.

O tenista do Uruguai até tentou devolver uma das quebras, mas caía de rendimento a cada game. Fognini, então, manteve a concentração para sacramentar a vitória, encerrando a série de três títulos seguidos de Cuevas no Brasil Open. O uruguaio acumulava nada menos que vitórias seguidas na competição, de nível ATP 250. Além disso, o italiano aumentou a vantagem sobre o rival no retrospecto, agora com quatro vitórias e apenas duas derrotas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.