AFP
AFP

Fognini vira sobre Pella, Itália faz 3 a 2 e elimina campeã Argentina da Davis

Três das cinco partidas foram definidas em cinco sets

Estadao Conteudo

06 Fevereiro 2017 | 17h18

Atual campeã, a Argentina foi eliminada logo na primeira rodada do Grupo Mundial da Copa Davis em 2017. Em uma série melhor de cinco emocionante, o país perdeu por 3 a 2 para a Itália mesmo atuando em Buenos Aires. O confronto foi decidido somente nesta segunda-feira, com o triunfo por 3 sets a 2 de Fabio Fognini sobre Guido Pella, de virada, com parciais de 2/6, 4/6, 6/3, 6/4 e 6/2.

A prova do equilíbrio do confronto é que três das cinco partidas foram definidas em cinco sets. A Itália chegou a abrir 2 a 0 com dois triunfos um pouco mais tranquilos de Paolo Lorenzi e Andreas Seppi sobre Guido Pella e Carlos Berlocq, respectivamente. Mas, empurrados pela torcida, os argentinos empataram. Nas duplas, Berlocq e Leonardo Mayer bateram Fognini e Simone Bolelli, e depois, Berlocq derrotou Lorenzi, ambos em cinco sets.

Justamente por conta da duração da vitória de Berlocq sobre Lorenzi, de 4h14min, o quinto e último jogo do confronto ficou para esta segunda-feira. Embalada, a equipe argentina se aproximou da vaga quando Pella ignorou a diferença de ranking para o adversário - 84.º contra 48.º -, se impôs e abriu 2 a 0 sobre Fognini.

A partir daí, no entanto, Fognini cresceu. Ele aproveitou-se da pressão sobre Pella, soube se livrar dos momentos mais complicados e buscou a virada. Somente nos últimos três sets, conseguiu quatro quebras de serviço, não cedeu nenhuma e confirmou a improvável virada italiana.

Com o resultado, todos os confrontos de primeira fase do Grupo Mundial da Davis já foram definidos. Os italianos agora terão pela frente a Bélgica, que eliminou a Alemanha, fora de casa. Os outros duelos das quartas de final serão: Austrália x Estados Unidos, França x Grã-Bretanha e Sérvia x Espanha.

Já a Argentina terá que disputar a repescagem para seguir no Grupo Mundial da Davis na próxima temporada. Vale lembrar que diante da Itália o país esteve desfalcado dos dois principais responsáveis pelo título do ano passado, na decisão contra a Croácia: Juan Martín Del Potro e Federico Delbonis.

Mais conteúdo sobre:
tênis Fabio Fognini Guido Pella

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.