Antonio Lacerda/EFE
Antonio Lacerda/EFE

'Foi uma das minhas piores partidas', diz Nishikori após cair diante de Bellucci

Principal favorito ao título do ATP 500 foi eliminado logo na estreia na capital carioca

Estadao Conteudo

22 Fevereiro 2017 | 10h22

Atual quinto tenista do ranking mundial, Kei Nishikori foi surpreendido pelo brasileiro Thomaz Bellucci já em sua estreia no Rio Open, na noite da última terça-feira, quando caiu por 2 sets a 0, com parciais de 6/4 e 6/3, e não conseguiu justificar a condição de principal favorito ao título do ATP 500 realizado na capital carioca.

Medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de 2016, o japonês assim teve um amargo regresso ao Rio, onde lamentou o fato de que desta vez não conseguiu exibir o seu melhor nível. E isso logo depois de ter sido também surpreendido na final do Torneio de Buenos Aires, no último domingo, quando foi batido na decisão pelo ucraniano Alexandr Dolgopolov, em outro embate em piso de saibro.

"Foi uma das minhas piores partidas nos últimos anos, nada funcionou bem. As condições eram diferentes das de Buenos Aires, e não consegui me adaptar. Fiquei frustrado com meu jogo", ressaltou Nishikori.

O japonês afirmou que as condições climáticas mais úmidas e o calor do Rio, fatores que interferem na velocidade do jogo, o atrapalharam a achar o ajuste ideal para executar os seus golpes. "A bola estava mais difícil de ajustar. Eu não podia sentir nada hoje (terça). Acho que esse realmente não era o meu dia", reconheceu.

Essa foi apenas a segunda vitória de Bellucci, atual 76º colocado do ranking mundial, diante de um tenista do Top 10. A outra havia sido sobre Andy Murray, atual número 1 do mundo, no Masters 1000 de Madri de 2011. E agora ele passou por um rival de peso que tem 11 títulos de simples na carreira e, além de medalhista olímpico, foi vice-campeão do US Open de 2014.

Com a expressiva vitória sobre o cabeça de chave número 1 do Rio Open, Bellucci se credenciou para enfrentar na segunda rodada o seu compatriota Thiago Monteiro, nesta quinta-feira. Antes disso, o tenista paulista irá jogar ao lado de Monteiro em sua estreia na chave de duplas, contra os colombianos Juan Sebastian Cabal e Robert Farah, cabeças de chave número 4, em partida prevista para começar às 16h30 desta quarta.

"Conheço o Thiago desde que ele tinha 14 anos, torci para ele hoje (terça) e espero que a gente faça um grande jogo para o público", disse Bellucci após bater Nishikori, já se referindo ao duelo de quinta-feira pela chave de simples.

Mais conteúdo sobre:
Thomaz Bellucci tênis Rio Open

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.