Christophe Ena/AP
Christophe Ena/AP

França faz 2 a 0 nos checos e se aproxima da final da Copa Davis

Richard Gasquet e Jo-Wilfried Tsonga ganham seus jogos e deixam o país a um triunfo de eliminar os atuais bicampeões da competição

Estadão Conteúdo

12 Setembro 2014 | 10h29

A França está muito próxima da classificação para a decisão da Copa Davis. Nesta sexta-feira, a equipe venceu os dois jogos de simples que abriram a semifinal contra a atual bicampeã República Checa, com Richard Gasquet e Jo-Wilfried Tsonga, e ficaram a um triunfo de se garantirem na decisão.

Em partida disputada na quadra Philippe Chatrier, a principal do complexo de Roland Garros, em Paris, Gasquet surpreendeu pela facilidade com que venceu o primeiro jogo da série. O número 21 do mundo derrotou o checo Tomas Berdych, sétimo colocado no ranking da ATP, por 3 sets a 0, com parciais de 6/3, 6/2 e 6/3.

Na partida, que teve 2 horas e 8 minutos de duração, Gasquet converteu seis de dez break points e só perdeu o seu serviço uma vez. Assim, garantiu a vitória no duelo que abriu a série.

Depois, no segundo jogo desta sexta-feira, Tsonga, o número 12 do mundo, também não teve muitos problemas para vencer. O número 12 do mundo superou o checo Lukas Rosol, 27º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/2, 6/2 e 6/3, em 1 hora e 31 minutos. Na partida, Tsonga conseguiu cinco quebras de serviço e não perdeu o seu saque sequer uma vez.

Com boa vantagem no confronto, a França pode assegurar a sua vaga na decisão da Copa Davis já neste sábado. Para isso, precisa que Gael Monfils e Julien Benneteau derrotem Radek Stepanek e Jiri Vesely no jogo de duplas da série.

REPESCAGEM - A Austrália ficou próxima de garantir presença no Grupo Mundial da Copa Davis de 2015 ao abrir 2 a 0 na série contra o Usbequistão, disputada em quadra de grama em Perth, com vitórias de Nick Kyrgios e Lleyton Hewitt nesta sexta-feira.

Kyrgios, número 53 do mundo, derrotou Denis Istomin, 55º colocado no ranking, por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 7/5 e 6/4. Depois, Hewitt, o número 49 do mundo, bateu Farrakh Dustov, 133º colocado no ranking, também por 3 a 0, com parciais de 6/4, 6/4 e 6/2. Neste sábado, no jogo de duplas, Chris Guccione e Hewitt vão encarar Dustov e Istomin.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.