Philippe Huguen / AFP
Philippe Huguen / AFP

Francês Benoit Paire vai abrir duelo da semifinal da Davis contra a Espanha

Pablo Carreño Busta, número 21 do mundo, será o adversário do francês no primeiro jogo

Estadão Conteúdo

13 Setembro 2018 | 11h42

Conhecido por declarações polêmicas e atritos com a Federação Francesa de Tênis (FFT), Benoit Paire foi o escolhido da entidade para representar a França no jogo de abertura do confronto com a Espanha, na sexta-feira, pela semifinal do Grupo Mundial da Copa Davis. Na quadra coberta montada no Stade Pierre Mauroy, na cidade francesa de Lille, ele enfrentará Pablo Carreño Busta.

Paire, atual 54º do ranking, vai entrar em quadra para duelar com o rival espanhol, 21º do mundo, às 10h30 (horário de Brasília). Na sequência, Lucas Pouille (19º) vai representar os anfitriões, e atuais campeões da Davis, contra Roberto Bautista Agut (26º).

Paire vai ser titular da equipe em detrimento do experiente Richard Gasquet, que a princípio será reserva, mas poderá entrar em quadra em algum dos confrontos, caso decida assim o capitão da equipe francesa, Yannick Noah.

O mais novo titular do time francês, que faz a estreia neste confronto, é conhecido pelas declarações polêmicas fora de quadra. E até por um atrito com FFT, que lhe rendeu a dispensa do time durante os Jogos Olímpicos do Rio-2016.

"Estamos esperando quanto tempo vai levar para ele quebrar cinco ou seis raquetes", brincou Noah. "Você vai curtir o momento, vai olhar para a minha cara, e será divertido. Decidimos que não serão mais que três raquetes por set", disse o capitão francês, dirigindo-se ao tenista.

No sábado, a França será representada nas duplas por Julien Benneteau e Nicolas Mahut, enquanto a Espanha terá Marcel Granollers e Feliciano López. No domingo, os dois confrontos de simples serão invertidos em comparação à escalação para as partidas de sexta.

A equipe francesa é a favorita contra os espanhóis, que não terão o número 1 do mundo Rafael Nadal, lesionado. Além da torcida a favor, a França terá em seu benefício a quadra dura e o duelo indoor no Stade Pierre Mauroy, que tem capacidade para receber 27.500 torcedores. Mas, no confronto direto, a Espanha leva vantagem, com seis vitórias, contra duas dos franceses.

A outra semifinal terá Estados Unidos e Croácia, que jogarão na cidade croata de Zadar, no saibro ao ar livre.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.