Michael Dodge/Efe
Michael Dodge/Efe

Fundação de Roger Federer doa R$ 5,7 milhões para famílias carentes da África

Dinheiro será usado para auxiliar 64 mil crianças e seus familiares

Redação, Estadão Conteúdo

06 de maio de 2020 | 14h42

A Fundação Roger Federer informou, nesta quarta-feira, a doação de um milhão de dólares (R$ 5,7 milhões) para proporcionar alimentos para 64 mil crianças e suas famílias na África. 

O tenista suíço, cuja mãe, Lynette, é de origem sul-africana, deixou uma mensagem nas redes sociais. "Agora, mais do que nunca, devemos nos unir para ajudarmos as famílias necessitadas", disse o número 4 do ranking mundial.

A fundação, segundo informações em seu site, apoia projetos educativos na região da África Meridional e na Suíça. No continente africano, a intenção é melhorar a qualidade de vida e aprimorar a qualidade da educação básica, enquanto no país europeu o plano é apoiar atividades extracurriculares para crianças afetadas pela pobreza.

Em março, Federer doou outro milhão de dólares para famílias necessitadas na Suíça. Assim como os demais tenistas profissionais, o supercampeão não sabe quando voltará às quadras.

Tudo o que sabemos sobre:
Roger Federercoronavírustênis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.