AGIF
AGIF

Gabriela Cé impõe resistência, mas cai diante de sueca no Rio

Brasileira deixa transparecer sua inexperiência e é superada por Johanna Larsson por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/4

Estadão Conteúdo

18 de fevereiro de 2015 | 13h30

A brasileira Gabriela Cé lutou, impôs bastante resistência, mas deixou transparecer sua inexperiência nos momentos decisivos diante da sueca Johanna Larsson nesta quarta-feira. Aos 21 anos, a gaúcha fez um jogo bastante equilibrado, mas acabou derrotada por 2 sets a 0, com parciais de 7/6 (7/4) e 6/4, e foi eliminada na segunda rodada do Rio Open.

Em 1h49min, Larsson mostrou por que é a cabeça de chave número 5 do torneio e, mesmo longe de seus melhores dias, soube se impor nos momentos mais decisivos. As duas mostraram muita irregularidade no serviço, mas a sueca conseguiu uma quebra a mais - sete a seis - e arrancou para o triunfo.

Apesar da queda no Rio, Gabriela Cé deixa o torneio com um saldo positivo. Na estreia, a número 261 do mundo surpreendeu a francesa Pauline Parmentier, 95ª do ranking e ex-número 40 do mundo, e conquistou sua primeira vitória da carreira em uma competição de WTA.

Mas quem avançou nesta quarta foi mesmo Larsson, que agora espera para conhecer sua adversária nas quartas de final. A número 69 do mundo duelará com quem avançar do confronto entre a alemã Dinah Pfizenmaier e a norte-americana Madison Brengle, quarta cabeça de chave.

Em outros jogos já encerrados do dia, destaque para a vitória da romena Irina-Camelia Begu, segunda cabeça de chave, que não teve maiores dificuldades para fazer 2 sets a 0 na norte-americana Bethanie Mattek-Sands, com parciais de 6/2 e 6/4.

Nas quartas de final, Begu terá pela frente a israelense Julia Glushko, que atropelou a norte-americana Grace Min em dois sets: 6/3 e 6/1. Sexta cabeça de chave, a eslovaca Anna Schmiedlova passou pela belga Alison van Uytvanck, enquanto a sétima, a eslovena Polona Hercog, derrotou outra belga, An-Sophie Mestach.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.