Guga agora vai para as quadras duras

Gustavo Kuerten e seu técnico Larri Passos viajam neste sábado de Stuttgart, na Alemanha, para Los Angeles, na costa oeste dos Estados Unidos. Passarão longas horas no avião antes de Guga iniciar a temporada de quadras rápidas na América do Norte. O tenista brasileiro, que está terminando esta semana em 13º lugar no ranking mundial, vai cair mais algumas posições, mas deve ficar entre os 20 melhores na semana que vem. Em Los Angeles, no ano passado, Guga chegou às semifinais ? perdeu do norte-americano Andre Agassi ? e tem de defender 75 pontos.Em 2001, ele ainda chegou à terceira rodada em Toronto, foi campeão em Cincinnati, finalista em Indianápolis e foi às quartas-de-final no Aberto dos Estados Unidos. Foi uma boa temporada, mas a situação ficou delicada para 2002. Guga tem 1.075 pontos no total para defender em quadras duras. E este ano ele tirou a competição de Indianápolis do calendário.Mas o tenista diz que está feliz por estar competindo com saúde e motivado por voltar ao circuito, depois da artroscopia que fez no lado direito do quadril, em fevereiro. Guga diz que se sente progredindo a cada semana e apesar de não ter ido longe em Stuttgart, acredita que está no caminho certo.?Estou curtindo bastante o fato de estar no circuito e estou fazendo toda uma readaptação. Esta semana poderia ter sido melhor, mas a chuva acabou atrapalhando e o caminho é continuar treinando bastante, cuidando do meu corpo, sem apressar nada e evoluindo a cada semana. Essa fase agora de quadras rápidas vai ser muito importante para eu poder ver como o meu corpo vai reagir?, disse Guga, ainda preocupado com seu estado físico. Ele prevê sua chegada na Califórnia para sábado à tarde.O técnico Larri Passos também está motivado para a disputa nas quadras rápidas e conta que gostou muito da atitude de Guga na Alemanha. ?Fiquei muito feliz com a atitude lutadora dele na segunda partida. Ele jogou bem, apesar das péssimas condições. Infelizmente, teve de fazer duas partidas no mesmo dia e como no tênis não dá para fazer substituição, o jeito foi lutar. Se desse para mudar, como no futebol, quem sabe um Denílson faria a diferença.?Larri também disse que o fato de estarem iniciando a temporada de quadras rápidas logo após a disputa de um torneio no saibro, não o preocupa. ?No sábado mesmo já vamos bater bola em Los Angeles, para acelerar a preparação. A quadra dura não assusta mais o Guga. Ele fez alguns treinos nesse tipo de piso em Camboriú e com alguns jogos tende a crescer.?Meligeni - Fernando Meligeni, que também teve de fazer duas partidas no mesmo dia e foi eliminado em Stuttgart, viajou nesta sexta-feira de trem para a Áustria, para jogar em Kitzbühel, em outro torneio que começa segunda-feira. Mas Meligeni ? que terá companhia de Flavio Saretta e André Sá na Áustria ? continuará jogando no piso de saibro.A viagem até Kitzbühel dura três horas a partir de Stuttgart. ?Foi realmente um dia duro, com um péssimo tempo?, disse Meligeni, referindo-se à quinta-feira passada em Stuttgart, quando venceu o húngaro Atilla Savolt e depois perdeu no mesmo dia, do checo Jiri Novak. As semifinais em Stuttgart serão entre Mikail Youzhny (RUS) e Lars Busgsmüller (ALE) e Jiri Novak (CHE) contra Guillermo Cañas (ARG).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.