Guga busca reação no Masters de Miami

Depois de um bom período de preparação nos Estados Unidos, longe do burburinho do tênis brasileiro, Gustavo Kuerten parte em busca de uma reação no Masters Series de Miami, após ter sido eliminado na estréia em Indian Wells. Guga já perdeu uma posição na Corrida dos Campeões, deixando o 9º lugar e indo para 10.º, por causa da classificação de Tim Henman para as semifinais em Indian Wells - o inglês derrotou Andy Roddick por 6/7 (8/6), 7/6 (7/1) e 6/3 - . No ranking mundial - lista de Entradas - também vai cair algumas posições, deixando de ocupar um lugar entre os 16 primeiros.Apesar dessa queda no ranking, motivada pela não defesa dos 350 pontos do vice-campeonato de Indian Wells no ano passado, quando perdeu a final para Lleyton Hewitt, Guga ainda assim se manterá como cabeça-de-chave em Key Biscayne. O torneio tem uma chave de 96 jogadores, com os 32 primeiros pré-classificados saindo como bye. Com isso, o brasileiro continua livre da primeira rodada - como aconteceu em Indian Wells - mas fora da lista dos 16 primeiros, pode pegar algum dos grandes favoritos já na terceira rodada.Nestes dias, nos Estados Unidos, Guga procurou manter-se concentrado nos treinamentos. Tanto é que apesar da prematura eliminação em Indian Wells, preferiu não voltar ao Brasil, justamente para ficar longe da crise da Copa Davis. Treinou com o seu técnico Larri Passos e aproveitou ainda para bater bola com outros bons jogadores do circuito que mantiveram a mesma programação do brasileiro.Agora, em Miami, Guga - que sempre conta com boa torcida neste torneio - espera fazer boa campanha, numa competição em que já foi finalista. Além dele, Flávio Saretta também está na chave principal de Key Biscayne.

Agencia Estado,

20 de março de 2004 | 15h41

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.