Reprodução
Reprodução

Guga celebra 25 anos do 1º título em Roland Garros: 'Transformou nossas vidas'

Em vídeo publicado nas redes nesta quarta-feira, ex-tenista brasileiro relembra conquista histórica no saibro francês

Felipe Rosa Mendes, Estadão Conteúdo

08 de junho de 2022 | 12h05

O tênis brasileiro celebra nesta quarta-feira um dos feitos mais importantes de sua história. Foi em um dia 8 de junho que Gustavo Kuerten conquistou seu primeiro título de Roland Garros no ano de 1997, há exatos 25 anos. O troféu "transformou nossas vidas", disse Guga, nesta quarta.

Na época, o tenista catarinense surpreendeu o mundo não somente por estar fora da lista dos cabeças de chave. Mas também por ser o então 66º do ranking. Antes de Guga, nenhum tenista havia se sagrado campeão de Roland Garros com um ranking tão baixo. O brasileiro, portanto, jogou contra todas as apostas para levantar o Troféu dos Mosqueteiros.

Em vídeo publicado nesta quarta, o agora ex-tenista celebrou a conquista ao apontar uma foto em que aparece erguendo a taça, há 25 anos. "Fala, galera. Olha aí, 25 anos comemorando aqui em Roland Garros. Aquela alegria do primeiro título... duas semanas que o mundo virou de cabeça para baixo. A zebra estava solta aqui em Paris. Estava de azul e amarelo para celebrar esse momento que transformou nossas vidas", lembrou.

Há 25 anos, Guga iniciou sua trajetória no saibro de Paris com uma vitória em sets diretos sobre o checo Slava Dosedel. Depois superou o sueco Jonas Bjorkman, antes do importante confronto com o austríaco Thomas Muster, então número cinco do mundo e o Rei do Saibro da época, num suado confronto de cinco sets. Nas oitavas de final, despachou o ucraniano Andrei Medvedev.

Nas quartas, outro grande desafio. Encarou o russo Yevgeny Kafelnikov, número três do mundo e um dos principais jogadores de sua geração. Guga chegou a aplicar um "pneu" no rival naquele duelo de cinco sets. Nas semifinais, a vitória foi sobre o belga Filip Dewulf. E, na decisão do título, desbancou por 3 a 0 o espanhol Sergi Bruguera, que já tinha dois troféus de Roland Garros no currículo.

O feito, de fato, "transformou" a vida de Guga. O brasileiro passou a ser respeitado no circuito e, na sequência, mostraria que o feito de 1997 não era lance do acaso. Ele se sagrou bicampeão de Roland Garros em 2000 e tri, em 2001. Foram 20 títulos de nível ATP ou Grand Slam na carreira, incluindo a Masters Cup de 2000 (atual ATP Finals), quando venceu na sequência os americanos Pete Sampras e Andre Agassi e assumiu o posto de número 1 do mundo.

Após seguidas cirurgias no quadril, Guga acabou enfrentando dificuldades no circuito a partir de 2002. Perdeu parte das temporadas seguintes por conta de processos de reabilitação física e acabou oficializando sua aposentadoria das quadras em 2008, no próprio saibro de Roland Garros, quando foi homenageado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.