Fotojump
Fotojump

Guga celebra confronto brasileiro no Rio Open e elogia Bellucci e Monteiro

Gustavo Kuerten ainda relembra confrontos com Fernando Meligeni na carreira

Estadão Conteúdo

22 Fevereiro 2017 | 20h38

Gustavo Kuerten esteve nesta quarta-feira no Jockey Club para acompanhar mais um dia de disputas do Rio Open. O melhor tenista brasileiro de todos os tempos concedeu entrevista coletiva em que falou sobre o confronto brasileiro que acontecerá nas oitavas de final do torneio, entre Thiago Monteiro e Thomaz Bellucci, nesta quinta.

"Somos poucos brasileiros no circuito e esporadicamente acontece de enfrentar um compatriota. Enfrentei o (Fernando) Meligeni algumas vezes também, era estranho. O lado positivo é que vamos ter um brasileiro nas quartas de final. Acho que amanhã, o Thiago vai entrar mais solto e o Bellucci assumindo o favoritismo. Vai servir de teste para os dois", declarou.

Esta será a primeira vez nos quatro anos do Rio Open que dois brasileiros se enfrentarão na chave de simples. Para chegar às oitavas de final, Thiago Monteiro, 85.º do ranking, passou pelo português Gastão Elias na última terça-feira. Horas depois, Thomaz Bellucci, número 76 do mundo, surpreendeu o japonês Kei Nishikori, quinto colocado do ranking e principal cabeça de chave da competição.

Para Guga, a classificação dos dois brasileiros contribui para o sucesso do Rio Open. "O País vive um momento delicado, enfrenta dificuldades, então é um mérito conseguirmos fazer um torneio desse nível, de sucesso, pelo quarto ano consecutivo, com bons jogadores, com a boa presença do público", considerou.

Aos 40 anos, o ex-tenista só lamentou não poder estar em quadra para participar do torneio. "Essa vontade de jogar, mesmo sem ter condições físicas, simboliza que foi muito bom tudo que fiz, que teve muito valor. Tento tirar proveito disso vindo aqui, de estar próximo, contribuir de alguma forma."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.