Ramiro Furquim/Estadão
Ramiro Furquim/Estadão

Guga confirma conversa com Del Potro, mas recusa convite para ser treinador

Brasileiro afirma que precisa se concentrar em seus projetos pessoais

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

24 de abril de 2017 | 15h18

Sem treinador em sua retomada no circuito, o argentino Juan Martín del Potro convidou o brasileiro Gustavo Kuerten para ser seu novo técnico, revelou o tricampeão de Roland Garros. Guga, contudo, recusou o convite para se concentrar em seus projetos pessoais e para se dedicar à família.

"Eu adoraria ajudar o Del Potro porque é um jogador que tem condições de chegar a número 1 do mundo. Mas, em função de todos os compromissos que já assumi, a minha prioridade no tênis é o desenvolvimento da Escolinha Guga, projeto que tem a ambição de transformar o tênis no Brasil. E além disso o que sobra de tempo é dedicado à família, para eu acompanhar o crescimento dos meus filhos, disse Guga.

O brasileiro, no entanto, não descartou atuar como treinador no futuro, embora sem estabelecer um prazo. "Quem sabe quando as crianças cresceram, daqui a alguns anos, eu tenha condições de viver esse tipo de experiência", declarou Guga, que é pai de duas crianças: Luis Felipe, de três anos, e Maria Augusta, de cinco.

Guga foi um dos dois nomes citados publicamente por Del Potro nos últimos dias como possíveis treinadores. Além do brasileiro, o argentino citou o norte-americano Pete Sampras, dono de 14 títulos de Grand Slam. Del Potro não confirmou se chegou a entrar em contato com Sampras, mas contactou Guga.

Del Potro vem disputando os torneios do circuito sem um treinador fixo nos últimos meses. Ele costuma contar com o apoio de Daniel Orsanic, capitão da Argentina na Copa Davis e ex-treinador de Thomaz Bellucci. Mas sem vínculo formal.

Ex-número 4 do mundo e campeão do US Open de 2009, Del Potro tenta recuperar sua melhor forma física e técnica neste ano após perder boa parte das últimas temporadas em razão de uma série de problemas físicos, principalmente no punho esquerdo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.