Guga: "Deixei a vitória escapar"

Ainda não foi desta vez que Gustavo Kuerten conseguiu mudar o destino em seus jogos diante de adversários agressivos de saque e voleio, ou mesmo superar a sina dos tiebreakers. Guga esteve perto de ter um jogo marcante na sua carreira, mas caiu na primeira rodada do Masters Series de Hamburgo, ao perder para o bielo-russo Max Mirnyi por 2 sets a 1, parciais de 6/3, 3/6 e 7/6 (7/5)."Deixei a vitória escapar", lamentou Guga, bastante irritado por não ter aproveitado as oportunidades que teve. "Eu estava jogando bem, não me senti cansado, mas existem muitos jogadores que podem ganhar de qualquer um, como o Mirnyi, que jogou muito motivado", explicou o tenista brasileiro. Campeão do ano passado em Hamburgo, Guga tem 500 pontos para defender na competição. Com a eliminação, logo na primeira rodada, o brasileiro terá também a liderança do ranking mundial ameaçada pelo russo Marat Safin, que não vem bem nos últimos torneios, mas passou pela estréia no Masters Series, ao marcar 6/2 e 6/4 no alemão Jens Knippschild. Mas, só esta vitória na estréia não basta para Safin recuperar a posição de número 1 do mundo. Ele precisa chegar ao título para roubar a liderança do brasileiro."Agora tenho de ver um lado bom", afirmou Guga. "De repente, vou para Roland Garros mais bem preparado, em melhores condições de buscar o tricampeonato", planejou o tenista brasileiro.Em Hamburgo, Guga fez um jogo equilibrado e deixou a quadra irritado por ter deixado escapar uma boa oportunidade de quebrar dois tabus: o de vencer jogadores de saque e voleio e superar um retrospecto de 12 derrotas contra apenas duas vitórias em tiebreakers. Depois de um começo de partida meio desconcentrado, o tenista brasileiro mostrou condições de neutralizar o forte serviço de Max Mirnyi, número 54 do ranking. Com devoluções bem colocadas, Guga chegou a ter importante vantagem no terceiro set, quebrando o serviço do bielo-russo para sacar com 3 a 2. Mas, ele não aproveitou a chance, cedeu seu serviço, deixando a partida novamente equilibrada.Mesmo diante de tantas dificuldades, Guga não perdeu as esperanças. Salvou um match point no 4 a 5 do terceiro set, virou o jogo, colocou-se em vantagem de 6 a 5 e sacou para fechar o jogo. Não aproveitou esta enorme chance e a decisão foi para o tiebreaker, quando o brasileiro voltou a estar na frente, com 3 a 2 e dois serviços nas mãos. Mirnyi foi inteligente, abusou das bolas curtas para tirar Gustavo Kuerten do fundo de quadra e confirmou a maior vitória de sua carreira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.