Guga desafia Safin às 14h em Lyon

No seu primeiro torneio em quadras de carpete do ano, Gustavo Kuerten garantiu vaga nas quartas-de-final, ao derrotar o suíço Marc Rosset em dois tie-breaks, 7/6 (7/5) e 7/6 (7/5). Com a boa campanha, Guga nem vai ter tempo de curtir a bela cidade de Lyon, como gostaria, e nesta sexta-feira, por volta das 14 horas (de Brasília) - com ESPN Brasil - vai ter um verdadeiro clássico do tênis internacional diante do russo Marat Safin. "Nossos jogos sempre foram muito emocionantes", contou Guga. "Estou feliz por encontrar o Safin nas quartas-de-final, pois tive um teste difícil diante do Marc Rosset, tomei muitos aces, mas aproveitei bem as chances que apareceram."Guga cumpriu a promessa: a de ter paciência na partida com Rosset e jamais desanimar diante de um ace. O resultado foi um jogo equilibrado com decisão apenas nos tie-breaks. No segundo desempate, o brasileiro chegou a estar em desvantagem de 2 a 5, mas ainda assim usou da palavra chave, a paciência, para manter-se concentrado e lutar pela vitória em Lyon. "Não posso reclamar, estou tendo bons momentos em Lyon, um lugar muito legal", contou Guga. "Também acho que tive um pouco de sorte em algumas bolas e agora estou nas quartas-de-final, já me sentindo cada vez melhor em quadra e agora é partir p´ra cima do Safin, que também vem de um bom ritmo."O técnico Larri Passos também não escondia sua satisfação por ver seu pupilo chegando bem num torneio de carpete. Mas, apesar do bom desempenho de Guga, o treinador enfatizou especialmente a parte mental do tenista. "O Guga está de parabéns, pois foi muito forte mentalmente, se mantendo no jogo durante todo o tempo", afirmou Passos. "Acho ainda que esteve muito bem na devolução de saque."Para o desafio desta sexta-feira, Guga vai precisar muito destes recursos. Seu adversário, Marat Safin mostrou em Lyon estar motivado. Na sua última partida salvou dois match points, antes de derrotar o australiano Wayne Arthurs por 6/3, 4/6 e 7/6 (12/10).Guga e Safin já se enfrentaram por seis vezes, com resultado de 3 a 3. As últimas partidas, o brasileiro venceu: no US Open deste ano, e nas finais do Masters Series de Hamburgo e do ATP Tour de Indianápolis de 2000. Em Roland Garros de 1998, no Aberto da Austrália de 99 e Paris Bercy de 99 Safin ganhou.Dia para esquecer - Num dia em que André Sá definiu para ser esquecido, ele acabou sendo eliminado no torneio de Lyon pelo francês Sebastien Grosjean, com parciais decepcionantes de 6/0 e 6/1. "Não deu nada certo neste jogo", conformou-se Sá. "Agora é esquecer e pensar no próximo torneio". André Sá já viaja nesta sexta-feira mesmo para Madri, onde neste fim de semana disputa o qualifying do Masters Series.Nos outros jogos da rodada, Arnaud Clement ganhou do chileno Fernando Gonzales por 6/4 e 6/3 e agora joga com Grosjean pelas quartas-de-final; outro tenista francês continua bem na competição, a revelação Paul-Henri Mathieu, que eliminou o sueco Thomas Johansson por 7/5, 6/7 e desistência; enquanto o também francês Nicolas Escude ganhou de Yevgeny Kafelnikov por 7/6 (7/5) e 6/4. Jonas Bjorkman eliminou Max Mirnyi por 6/3 e 6/4.Os encontros das quartas-de-final pela ordem da chave de cima para baixo terão Safin x Guga; Grosjean x Clement; Bjorkman x Mathieu; e Kristian Pless x Nicolas Escude.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.