Guga desiste de jogar em Acapulco

Irritado com o fato de não poder mostrar seu verdadeiro tênis e inconformado com as martirizações dentro da quadra, se batendo com a raquete, ora na perna, ora na cabeça - como fez na sua derrota, por 2 a 1, na estréia do ATP Tour de Buenos Aires diante de Agustin Calleri - Gustavo Kuerten entendeu que não precisa continuar jogando desta maneira. Sua primeira decisão foi a de desistir de participar do ATP Tour de Acapulco, na próxima semana, e, de volta ao Brasil, vai estudar a possibilidade de antecipar a cirurgia no quadril, que pretendia fazer só depois de Roland Garros.A decisão partiu de um consenso entre o próprio Guga, o técnico Larri Passos, a família e o pessoal de seu staff. Pela manhã desta quarta-feira, o tenista estava mais conformado com a derrota em Buenos Aires e até pensou em voltar a treinar à tarde no clube. Mas teve de o uvir os conselhos da mãe, dona Alice, do técnico e de amigos, todos preocupados com seu sofrimento dentro da quadra.Para continuar jogando desta maneira, o melhor mesmo seria buscar uma outra solução, mesmo que isso venha a significar uma maior ausência de Guga das quadras. No jogo diante de Calleri, o tenista chegou a quebrar duas raquetes e viveu momentos tensos, reclamando de seus erros com energia e desespero. Não sentiu tantas dores, como parecia, mas não tinha forças na perna direita para correr nas bolas mais distantes.Retorno - Na volta ao Brasil, Guga vai novamente fazer contatos com médicos e poderá passar por cirurgia nos Estados Unidos, num centro especializado em cirurgias no quadril.Se a decisão for mesmo a de uma cirurgia, seus planos terão de sofrer mudanças drásticas. Outros jogadores que passaram por uma intervenção parecida, como o sueco Magnus Norman, necessitaram de quase seis meses para voltar às quadras.Com isso, Guga perderia praticamente toda a temporada de saibro e até a mesmo a chance de tentar o tetracampeonato de Roland Garros. Em Buenos Aires, comenta-se que o tenista teria confirmado a sua desistência de defender o título em Paris.A decisão oficial deverá apenas surgir nos próximos dias. Vai depender de novos exames e de avaliações. Afinal, se ainda conseguisse ter esperanças de uma recuperação com tratamento clínico esta seria a melhor opção. Só que durante o jogo contra Calleri , uma cena de Guga impressionou: batia com energia a raquete na perna e dizia que precisava mesmo da cirurgia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.