Guga diz que ainda tem esperança

A frustração pela derrota nas duplas e a difícil situação do Brasil na Copa Davis, não tiraram as esperanças de Gustavo Kuerten na classificação para as semifinais. Guga precisa de uma vitória sobre Lleyton Hewitt no primeiro jogo deste domingo e depois torcer para Fernando Meligeni também superar Patrick Rafter, a seguir. "Nem tudo está perdido ainda", disse Guga. "Temos dois jogos importantes pela frente e acho que é preciso buscar energia na torcida, manter a motivação e começar a pensar em coisas boas a partir de agora". Guga não escondia, logo após o jogo de duplas - seu desânimo pela desvantagem de 2 a 1 diante da Austrália, mas contou que tem um remédio para isso. Depois de algumas horas da partida, já à noite, começa a pensar em coisas boas, a encontrar tranqüilidade e ganhar ânimo novamente. "Tenho de encontrar uma maneira de ganhar do Hewitt e manter as esperanças de classificação", disse.A derrota da dupla deste sábado marcou também o fim de uma invencibilidade de nove partidas no saibro. Guga e Oncins já haviam perdido outras duas na Davis no carpete e na grama, mas numa superfície lenta estavam há bastante tempo sem perder."Este jogo foi decidido nos detalhes", disse. "O fator sorte ajudou, além de que os australianos como saíram sempre na frente, tinham mais condições de arriscar".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.