Guga e Mello conhecem rivais do US Open

A sorte brilhou para Gustavo Kuerten e Ricardo Mello, os dois únicos brasileiros já garantidos na chave principal do US Open. Na definição dos jogos, nesta quarta-feira em Nova York, Guga caiu diante do norte-americano Paul Goldstein, enquanto Mello terá pela frente o argentino Juan Monaco. Agora, basta os dois tenistas aproveitarem a sorte. Guga jamais enfrentou Goldstein, um tenista que apareceu como grande promessa do tênis norte-americano, ganhou todo tipo de apoio, como wild cards (convites) para as principais competições, mas chega aos 28 anos sem ter alcançado o destaque que se esperava. É atualmente o número 64 do ranking mundial e recentemente esteve nas semifinais de Newport e nas quartas de final de Indianápolis, ambas competições jogadas em quadras rápidas, exatamente como as de Flushing Meadows. Se Guga superar seus problemas físicos poderia até passar pela estréia e então teria pela frente o vencedor da partida entre um qualifyier e o espanhol Tommy Robredo. Enquanto isso, Mello joga pressionado pelos 90 pontos que tem para defender da terceira rodada do US Open do ano passado. Este ano, embora tenha chegado às quartas de final de Los Angeles, não vem em bom ritmo. Já enfrentou Juan Monaco por uma vez e perdeu no Aberto de São Paulo. O brasileiro leva a vantagem de saber jogar melhor em quadras rápidas, enquanto o argentino prefere o saibro. Flávio Saretta - O Brasil tem ainda chance de colocar outros tenistas na chave principal. Flávio Sareta estreou com vitória no qualifying ao vencer o mexicano Miguel Gallardo Vales por 6/1 e 6/1, e Marcos Daniel joga a segunda rodada amanhã. André Sá perdeu para o italiano Giorgio Galimberti por 5/7, 7/5 e 6/2 e Franco Ferreiro para Simone Boeli por 7/6 (8/6) e 7/6 (7/4). Entre os favoritos, Roger Federer terá estréia fácil diante do checo Ivo Minar; Marat Safin joga com Alexander Popp, Andy Roddick com Gilles Muller e Andre Agassi com Razvan Sabau. No feminino, Maria Sharapova no seu primeiro evento como a número 1 do mundo, estréia diante de Eleni Daniilidou, da Grécia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.