Guga espera dias melhores em Montreal

Feliz por ter superado uma complicada e difícil primeira rodada no Masters Series de Montreal, em que precisou de três sets para superar o haitiano Ronald Agenor, apenas o número 178 do ranking mundial, por 4/6, 6/4 e 6/3, depois de ter sofrido várias ameaças de dizer adeus à competição, Gustavo Kuerten confessou que espera por dias melhores no torneio. Na próxima rodada, nesta quarta-feira, vai enfrentar o argentino Gaston Gaudio, com quem se encontrou apenas uma vez, este ano no Aberto da Austrália e ganhou por 3 sets a 1."Acho que só posso dizer que estou feliz com esta vitória sobre o Agenor", contou Guga. "Foi muito importante passar por esta primeira rodada, pois já estive na final deste torneio em 1997 e tenho agora esperanças de ir longe novamente. Amanhã vai ser outro dia, outro jogo e tudo pode ser bem diferente." Guga acredita que diante de Gaudio, seu jogo possa voltar a render o habitual. Diante de Ronald Agenor esteve aquém de suas possibilidades e, só para se ter uma idéia, cometeu 50 erros não forçados, o que permitiu o equilíbrio nesta partida e ameaçou sua vitória na estréia da competição.O técnico Larri Passos também não escondia sua satisfação pelo fato de Guga ter passado por uma estréia nestas circunstâncias. Disse que enfrentar e vencer um tenista de 36 anos vale os mesmos pontos e dá a mesma premiação. "Gostei da humildade de Guga de se manter concentrado e em busca da vitória."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.