Guga: "estou numa sinuca de bico"

A situação não está nada fácil para Gustavo Kuerten. Em má fase, desde a disputa do US Open, em setembro, vê agora cada mais ameaçada sua condição de tenista número 1 do mundo. Num resultado injusto, pelo que demonstrou no segundo e terceiro sets, Guga perdeu na sua estréia do Masters Cup de Sydney para o croata Goran Ivanisevic por 2 sets a 1, parciais de 6/2, 6/7 (7/2) e 6/4, em quase duas horas de jogo. Com esse resultado, sua vantagem para o Lleyton Hewitt caiu para 28 pontos e o tenista a ustraliano poderá diminuir para apenas oito, se vencer seu jogo desta quarta-feira diante do norte-americano Andre Agassi. "Estou agora numa sinuca de bico", definiu com sinceridade o tenista brasileiro. "Agora vou precisar vencer os meus dois próximos jogos para conseguir a classificação, jogando diante de dois tenistas que estão atuando muito bem, como o Kafelnikov e o Ferrero." No ano passado, Guga também viveu uma situação semelhante no Masters Cup, disputado em Lisboa. Tinha perdido a primeira partida para Agassi, sofreu uma contusão, mas reagiu de forma extraordinária, a ponto de conquistar o título. Só que agora seu otimis mo está meio escondido. "Este ano acho que está bem diferente: não estou jogando bem, estou perdendo a maioria dos meus jogos, então está bem complicado", declarou Guga. "A verdade agora é que vou de ganhar dois jogos, contra dois tenistas que estão jogando bem também...bom, tem de de ver se dá, mas acho que vai ser bem difícil." Guga já sabia que este primeiro jogo seria crucial para suas expectativas no Masters Cup, pois uma vitória poderia servir como uma injeção de ânimo, num período em que nem tudo está dando certo. "As coisas estão difíceis, pois novamente perdi um jogo em que tive muitas chances e é o que vem acontecendo nos últimos torneios." Na verdade Guga estava mesmo com melhores chances de vitória neste jogo. Só para se ter uma idéia teve 10 break points, ou seja, oportunidades para quebrar o serviço de Goran Ivanisevic. Só que na maioria das vezes, o croata acabou saindo da situação difícil aplicando aces, um total de 28 durante toda a partida. A torcida também, pela primeira vez no torneio, teve uma participação marcante. Transformou o clima ameno do dia anterior em uma atmosfera festiva e barulhenta. Só que Goran Ivanisevic parece ter se sentido melhor nesta situação, enquanto Guga sofreu be m mais para manter a concentração. No outro jogo do grupo Ken Rosewall, o russo Yevgeny Kafelnikov derrotou o espanhol Juan Carlos Ferrero por 4/6, 6/1 e 7/6 (7/5). Um destes dois jogadores será o próximo adversário de Guga, mas, como a tabela é dirigida, apenas nesta quarta-feira à noite será divulgado a ordem dos jogos de quinta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.