Guga estréia às 19 horas em Buenos Aires

Sem tempo para descansar, Gustavo Kuerten chegou nesta segunda-feira a Buenos Aires, depois do vice-campeonato em Viña Del Mar - perdeu para o chileno Fernando Gonzalez por 7/5 e 6/4 - com uma preocupação: queria treinar, apesar da chuva, para adaptar-se às condições do torneio. E o tempo ajudou. No final da tarde, o sol voltou à Capital Argentina e Guga foi à quadra com o técnico Larri Passos, para acostumar-se à velocidade da bolinha, da superfície. Sua estréia está confirmada para esta terça-feira, às 19 horas, com SporTV, diante do espanhol David Ferrer, número 70 do ranking mundial. Flávio Saretta também joga, só que a tarde, com o gaúcho radicado na Alemanha, Tomas Behrend. Curiosamente, se os brasileiros vencerem se encontram na segunda rodada. "Espero uma outra grande semana", disse Guga, hoje à tarde, quando chegou ao Buenos Aires Lawn Tennis. "Em Viña, comecei a jogar da maneira que mais gosto. Tive momentos de um excelente tênis. O problema é que preciso manter este nível por toda a partida." Em Buenos Aires, Guga é um nome especial, assim quase como o de Xuxa. É talvez o único esportista que consiga unir corações brasileiros e argentinos numa só torcida. Quando está em quadra, as arquibancadas se dividem, mesmo que enfrenta um tenista local. "É sempre muito especial jogar em Buenos Aires", disse Guga, que concedeu uma entrevista coletiva nesta segunda-feira. "Estou bem preparado e espero ir longe." Além de Guga e Saretta, nesta terça-feira estréia também uma das principais estrelas da competição, o espanhol Carlos Moya, que enfrenta o israelense Harel Levy. No ranking desta semana, a melhor notícia para Guga veio na corrida dos campeões, em que se aproximou dos dez primeiros jogadores da temporada, ocupando a 13.ª colocação, depois de subir onze. No ranking mundial, manteve o 17.º lugar, apesar do vice-campeonato em Viña Del Mar, em razão de uma complicada fórmula de elaboração da lista, em que precisou descartar pontos, de um total de 18 melhores torneios. Entre os líderes, a maior mudança veio com o norte-americano Andy Roddick, que ao conquistar o título do ATP Tour de San Jose, roubou a vice-liderança do espanhol Juan Carlos Ferrero. O número 1 segue sendo o suíço Roger Federer, à frente de Roddick, Ferrero, Guillermo Coria, Andre Agassi, Rainer Schuettler, Carlos Moya, David Nalbandian, Mark Philippoussis e Paradorn Srichaphan, entre os dez primeiros. Saretta subiu uma posição e está em 44.º.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.