Guga estréia por volta das 14h30

Os primeiros resultados em Flushing Meadows não foram nada agradáveis para o tênis brasileiro. Flávio Saretta acabou perdendo seu jogo - que havia sido iniciado no dia anterior - para o alemão Florian Mayer por 6/4, 6/2 e 6/1, Gustavo Kuerten e André Sá também cairam na primeira rodada da chave de duplas, diante de Mark Knowles, das Bahamas, e Daniel Nestor, do Canadá, por 6/4 e 6/3. Nesta quarta-feira, tanto Guga como Ricardo Mello esperam melhor sorte em suas estréias no US Open. Kuerten vai enfrentar o dinamarquês Kristian Pless, por volta das 14h30, na Grandstand, com transmissão pela SporTV, enquanto Mello vai à quadra dez para desafiar o argentino Juan Ignacio Chela, por volta das 16 horas. A partida de duplas serviu como um teste para as atuais condições físicas de Guga. Apesar da derrota, para dois especialistas na modalidade, o tenista brasileiro mostrou-se solto e, aparentemente, não sentiu problemas com as dores no quadril. Como disse o técnico Larri Passos, o jogo de duplas ajuda no treinamento de devolução de saque, um fundamento que será importante numa quadra rápida como a de Nova York, especialmente diante de um adversário de boa estatura como Pless, que ocupa a posição de 502 na ATP, mas teve seu ranking protegido, por causa de contusão, e pôde assim entrar direto na chave do US Open, sem precisar de qualifying. "Toda estréia é sempre preocupante", avisou Guga. "Vou estar bastante focado e jogar com bolas fundas para tentar um bom resultado." Ano passado, Guga caiu na primeira rodada do US Open, ao perder um jogo em cinco sets dramáticos diante do russo Dmitry Tursonov. Preço - A derrota na estréia deste ano pode custar caro para Flávio Saretta. O tenista defendia 75 pontos da terceira rodada de 2003. Ocupa a 104.ª posição no ranking e deve perder vários postos. O resultado foi um castigo para o jogador. Afinal, no primeiro set de um jogo que começou na segunda-feira a noite, em Nova York, ele esteve bem e chegou a abrir vantagem de 4 a 2. No entanto, bastou perder o seu serviço para também perder a concentração e seu jogo. No primeiro dia, a partida havia sido interrompida por volta da meia noite por causa da chuva, com vantagem para Florian Mayer de 6/4, 6/2 e 5/1 e saque. Susto - Número 1 do mundo e medalha de ouro em Atenas, a belga Justine Henin tomou um verdadeiro susto em sua estréia em Nova York. Sua adversária, a checa Nicole Vaidisova, de apenas 15 anos promete ser uma das novas sensações do tênis feminino. Alta e com uma direita poderosa poderá transformar-se numa outra Maria Sharapova. Henin-Hardenne teve de usar todo o seu talento pra vencer por 6/1 e 6/4. A surpresa ficou para o russo Marat Safin, que caiu na primeira rodada diante de Tomas Enqvist por 7/6 (7/5), 6/4, 3/6 e 6/3. Tim Henman teve uma excelente resultado. Venceu o croata Ivo Karlovic por 7/6 (7/3), 6/7 (8/6), 4/6, 6/4 e 6/4. Estilo rebelde - Serena Williams "arrasou" na sua estréia do US Open. Não só por marcar uma vitória por 6/1 e 6/3 sobre Sandra Kleinova, mas, especialmente, pelo seu estilo de rebelde. A tenista que já apareceu para jogar vestida de "mulher gato", desta vez usou uma bota para o aquecimento da partida. Como se não bastasse, usou um saiote jeans e blusa preta com espécie de botões prateados. "Eu que sugeri o modelo para a Nike", contou a tenista. "Eu costumo me vestir assim, com jeito rebelde, e adoro usar jeans com bota e foi o que fizeram para usar neste torneio."

Agencia Estado,

31 Agosto 2004 | 19h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.