Guga estréia por volta do meio-dia

Dono de três títulos em Roland Garros, mas ainda fora de sua melhor forma física, Gustavo Kuerten entra em quadra nesta terça-feira para sua estréia no torneio, diante do espanhol David Sanchez, na quadra 2, por volta do meio-dia (horário de Brasília). Será sua primeira partida em melhor-de-cinco sets desde a derrota na rodada de abertura do US Open, no final de agosto do ano passado. Por isso mesmo, o estado físico é uma preocupação. Não se sabe se Guga terá energia para mais de duas horas de um jogo intenso, cheio de trocas de bolas. Sua parte técnica ainda sente a falta de ritmo, pois ele só voltou a jogar no começo de abril, depois de mais de 6 meses se recuperando da cirurgia no quadril.Mas Guga costuma se transformar em Roland Garros."No ano passado cheguei ao torneio numa situação semelhante", lembrou o tenista brasileiro, nesta segunda-feira, depois de treinar com o técnico argenitno Hernan Gumy. "Tive uma primeira rodada das mais difíceis e acabei chegando nas quartas-de-final. Acho que agora é igual. Esta primeira rodada pode ser decisiva. Não sei ainda como reagir a um jogo de cinco sets." Em 2004, Guga estava sofrendo com as dores no quadril. Poucas semanas antes de Roland Garros, ele passou por exames em Barcelona e, para poupar-se, desistiu dos Masters Series de Roma e Hamburgo. Mas, depois do susto na primeira rodada em Paris, ganhou confiança e chegou às quartas-de-final, passando pelo suíço Roger Federer e perdendo apenas para o argentino David Nalbandian."Em Roland Garros sempre as coisas são diferentes. A adrenalina é outra e essa motivação extra é importante", disse o brasileiro. "Preciso manter minha parte mental controlada. Sei que num jogo de cinco sets a intensidade muda muito. Há muitas oscilações. Por isso, tenho de tomar cuidado para não repetir o erro que fiz contra o Tommy Robredo, em Hamburgo, quando deixei o jogo ir embora, escapar do meu controle, muito cedo, logo na primeira dificuldade." Em situação normal, Guga deveria passar fácil pelo espanhol David Sanchez. Jogador que não vem em boa fase, ele ganhou apenas duas partidas este ano e caiu para a posição de número 138 do ranking desta semana. No único confronto entre eles, o brasileiro levou a melhor, no ano passado, em Viña del Mar, no Chile. Outro brasileiro em ação - Por volta do mesmo horário, ao meio-dia (horário de Brasília), só que na quadra número 8, Flávio Saretta também estréia nesta terça-feira, contra o britânico Greg Rusedski.Saretta entrou no torneio como lucky looser, ou seja, uma espécie de "perdedor de sorte". Afinal, depois de ser derrotado na última rodada do qualifying, ele conseguiu a vaga graças à desistência de jogadores classificados para Roland Garros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.