Guga faz escândalo em aeroporto

O tenista brasileiro Gustavo Kuerten - número 1 do mundo de acordo com o ranking de entradas da ATP - protagonizou um escândalo no aeroporto de Ezeiza, em Buenos Aires, no domingo à noite, quando se preparava para deixar a Argentina com destino ao México, onde nesta semana disputa torneio em Acapulco. Segundo a agência de notícias ?Notícias Argentinas? (NA), o tenista se recusou a pagar US$ 250 cobrados pela taxa de embarque.Guga - que horas antes havia batido o argentino José Acasuso; conquistado o título do Torneio de Buenos Aires e recebido prêmio de US$ 80 mil - reagiu aos gritos, segundo a agência, ao ser informado de que deveria recolher o imposto. Ficou furioso, ao saber que se não pagasse não poderia embarcar. ?É impressionante. Neste país se cobra imposto de tudo?, teria dito Guga. De acordo com funcionários da companhia de aviação, o tenista se recusava terminantemente a fazer o pagamento. No momento em que estava para ser retirado da lista de embarque, a mãe do jogador, Alice, se antecipou e entregou o dinheiro aos funcionários. Segundo a legislação argentina, qualquer pessoa que deixe o país deve recolher US$ 95 a título de impostos internos. No caso de Guga, o tenista ainda teve de pagar mais 5% do valor do bilhete da primeira classe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.