Guga fica surpreso com desempenho

Até mesmo o próprio Gustavo Kuerten revelou-se surpreso com sua estréia arrasadora no ATP Tour de Stuttgart, 6/1 e 6/2 no australiano Andrew Ilie, em apenas 40 minutos. Foi um jogo para não deixar dúvidas de seu favoritismo e do acerto em ter parado no meio da temporada para cuidar o físico e apurar a técnica. Nem sequer sentiu a falta de ritmo, pelo fato de não jogar desde o dia 10 de junho, quando conquistou o tricampeonato de Roland Garros."Joguei acima das minhas expectativas", admitiu Guga. "Isso mostra que fiz a escolha certa ao parar para descansar por uma semana e treinar as outras três e agora estou com a motivação lá em cima." A volta de Guga às quadras foi mesmo impressionante. Com golpes violentos e precisos não deu chances para o adversário. Acertou bolas incríveis tão fortes que parecia que iria quebrar a raquete. Só para se ter uma idéia, venceu os dois primeiros games da partida sem ceder um ponto sequer, ou seja, marcou oito pontos seguidos. Abriu vantagem de 4 a 0 e causou espanto na torcida, que reagia com admiração."Deu tudo certo e foi até mais fácil do que pensei", disse. "Acho que foi uma boa combinação de confiança e nível de jogo. Não sei se em todas as partidas vou acertar tanto, mas tenho de aproveitar o momento." Com esta estréia, Guga confirma a condição de número 1 do mundo e quase imbatível em quadras de saibro. Está foi sua 32ª vitória este ano nesta superfície. Mas, como lembrou o brasileiro, Stuttgart vai ser o seu último torneio no saibro este ano. "Acho que já estou com saudade, vou sentir falta", disse Guga que ganhou na temporada quatro títulos no saibro, Buenos Aires, Acapulco, Montecarlo e Roland Garros.Na preparação para Stuttgart, Guga cuidou bastante da parte física e diz que agora está mais tranqüilo para jogar. "Na parte técnica, acho que o Larri está jogando bem, no mesmo nível dos jogadores, pois só treinei com ele e estive tão bem na quadra", ironizou o tenista.Bem humorado e feliz da vida, no meio de uma entusiasmada torcida alemã com bandeiras brasileiras pintadas no rosto, e que vê o brasileiro como um herói local, Guga trouxe até sua avó Olga Schlosser, que fala alemão, para estar ao seu lado. Ela está se divertindo, dá autógrafos, entrevistas e recebe inúmeras homenagens.Guga só volta a jogar nesta quinta-feira diante do espanhol Tommy Robredo, que eliminou o romeno Andrei Pavel por 4/6, 7/6 (7/5) e 7/6 (12/10). Nos outros jogos de Stuttgart, uma das surpresas foi a eliminação do marroquino Hicham Arazi pelo francês Julien Boutter por 6/7 (7/5), 6/4 e 7/5. O argentino Guillermo Cañas conseguiu sair de uma desvantagem de 5 a 2 no terceiro e decisivo set para vencer o ucraniano Andrei Medvedev por 6/3, 2/6 e 7/5. O francês Cedric Pioline ganhou do alemão Rainer Schuettle por 6/4 e 6/3. Apenas nesta quarta-feira, o cabeça de chave número 2, o russo Yevgeny Kafelnikov faz sua estréia: joga com o italiano Andrea Gaudenzi, que venceu o romeno Gabriel Trifu por 7/5 e 7/6 (8/6).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.