Guga leva susto, mas vence na estréia

?Prepare o seu coração?: a advertência do técnico Larri Passos para a torcida vai ser útil durante toda a temporada de saibro e já no primeiro jogo, o tenista Gustavo Kuerten deu uma prova. Depois de um grande susto diante do norte-americano Mardy Fish, Guga conseguiu uma bela vitória de virada, ao marcar 3/6, 6/1 e 6/0, na estréia do Masters Series de Monte Carlo."É bom todo mundo já se acostumar desde agora", disse Guga. "A temporada de saibro é sempre assim. Já vivi situações bem piores e ganhei o título." Passos lembrou que as campanhas vitoriosas de Guga em Monte Carlo sempre foram marcadas por dificuldades imensas na primeira rodada. Em 1999, o tenista brasileiro esteve com um set abaixo e 4 a 2 no segundo set, diante do marroquino Younes El Aynaoui e saiu-se campeão. Em 2001, Guga sofreu em três sets diante do checo Boldhan Ulihrach e tornou-se bicampeão."Tive de gritar muito para incentivar o Guga e, sem dúvida, terminou melhor o jogo do que começou. É um bom sinal".Para a próxima rodada, Guga vai ter mesmo de estar bem mais regular. Enfrentará o sueco Magnus Norman, com quem já fez memoráveis duelos como as finais de Roma - o sueco ganhou - e na campanha do bicampeoanto de Roland Garros, em 2000. Os dois tensitas já se enfrentaram por nove vezes, com vantagem do brasileiro de 6 a 3.As dificuldades de Guga na estréia de Monte Carlo também podem ser justificadas pelas condições do tempo. Ventou muito durante o jogo e não dava para o brasileiro arriscar seus golpes no fundo de quadra, próximo à linha."É sempre muito difícil um primeiro jogo, especialmente diante de um adversário como o Fish, que jamais havia enfrentado", contou Guga. "Ele (Fish) sacou muito bem no primeiro set e demorei para encontrar o ritmo. Acho bom que isso aconteça, pois nestes primeiros torneios vou ter uma idéia do nivel que posso atingir nesta temporada." Curiosamente, o jogo de Guga foi um dos poucos a terminar em três sets nesta rodada de abertura de Monte Carlo. O campeão do ano passado, Juan Carlos Ferrero ganhou do australiano Wayne Arthurs por 6/4 e 6/1; o norte-americano Andy Roddick foi surpreendente eliminado pelo espanhol Albert Portas por 7/6 (7/5) e 6/3; o juvenil francês Richard Gasquet - que no ano passado fez história ao transformar-se no jogador mais jovem a ganhar um jogo de Masters Series, com 15 anos - desta vez decepcionou: tomou 6/4 e 6/0 do argentino David Nalbandian. Em outros jogos, Gaston Gaudio (ARG) ganhou de David Ferrer (Espanha) por 7/5, 7/2; Felix Mantilla (Espanha) de Sargis Sargsian (Armênia) por 6/0 e 7/5; Albert Martin (Espanha) de Olivier Rochus (Bélgica) por 6/3, 3/ 6 e 6/2; enquanto Rainer Schuettler (Alemanha) venceu Fabrice Santoro (França) por 6/1 e 6/2; e Magnus Norman superou o equatoriano Nicolas Lapentti, por 6/3 e 6/3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.