Guga: líder por pelo menos 15 dias

Como já era de se esperar, Gustavo Kuerten manteve mesmo a liderança do ranking mundial, com 4.440 pontos, seguido do russo Marat Safin, 4.300, como oficializou hoje pela manhã a Associação dos Tenistas Profissionais (ATP). Guga, com o título de Acapulco, coloca-se pela primeira vez no ano entre os dez primeiros da corrida dos campeões, ocupando a 7ª posição, com 97 pontos, ao lado do britânico Greg Rusedski.O melhor é que mesmo sem jogar esta semana - apenas treina nos Estados Unidos - Guga não sofre ameaça de perder a condição de número 1 do mundo, pois também o russo Marat Safin estará fora das competições. Nem os norte-americanos Pete Sampras e Andre Agassi, que disputam o ATP de Scottsdale, poderão alcançar o brasileiro, mesmo no caso de um deles ganhar o título.Com a condição de número 1 assegurada por, pelo menos, mais duas semanas, Guga vai poder entrar no Masters Series de Indian Wells, sua próxima competição, como cabeça-de-chave número 1, enquanto Safin sairá do outro do quadro, ou seja, os dois só se encontrariam numa final. O brasileiro poderá, no entanto, ter antes disso, um confronto com jogadores como Sampras ou Agassi. Também Fernando Meligeni tem bons motivos para festejar esta semana.Com as quartas-de-final em Acapulco, voltou a ficar entre os 100 primeiros do ranking mundial, ocupando agora a posição de número 91. Como ?Fininho? não tem muitos pontos para defender nos próximos torneios, esta condição de "top 100" assegura o brasileiro a classificação direta para Roland Garros, no fim de maio. Outro brasileiro que vem subindo semana a semana é Alexandre Simoni, em 110º lugar, enquanto André Sá - em razão de muitos pontos que tinha para defender em Menphis - caiu para a 145ª colocação.Em Delray Beach, torneio da série ATP, com US$ 350 mil em prêmios, o paulista Flávio Saretta passou pelo qualifying - venceu no jogo decisivo o francês Lionel Raoux por 6/2 e 6/1 - e vai estrear na terça-feira na chave principal diante do belga Christophe Rochus. Curioso mesmo acontece em Scottsdale. Afinal, um torneio com premiação de apenas US$ 400 mil vai ter na chave as duas maiores estrelas do tênis norte-americano, Pete Sampras e Andre Agassi. Como estas competições - série ATP - permitem o pagamento de garantias aos jogadores, é possível que o valor que os dois estejam recebendo supere o total de prêmios pagos na competição. Além disso, tanto Sampras como Agassi querem também aproveitar a competição no deserto do Arizona para ganhar ritmo e estarem bem preparados para os dois Masters Series que se aproximam: Indian Wells e Ericsson Open, em Miami.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.