Guga na lista dos 10 mais do ranking

A estrela do tenista Gustavo Kuerten parece brilhar até mesmo quando ele não está jogando. Eliminado na primeira rodada do Masters Series de Hamburgo - torneio em que defendia o título -, Guga ainda assim vai manter a liderança do ranking mundial por, pelo menos, mais três semanas. Beneficiado pela surpreendente derrota de seu maior rival, o russo Marat Safin - perdeu para o argentino Gaston Gaudio por 6/0 e 7/6 (7/0), em jogo da segunda rodada -, o tenista brasileiro irá novamente aparecer no topo da lista de classificação da ATP na próxima segunda-feira. Como logo a seguir será disputado Roland Garros, por mais duas semanas, Guga fica com a posição de número 1 assegurada até o dia 10 de junho.Outro presente que Guga recebeu é a provável indicação de cabeça-de-chave número 1 no torneio de Roland Garros. Bicampeão do torneio francês, o brasileiro entrará este ano, pela primeira vez, como o principal favorito, no topo da chave de 128 jogadores. A organização do Aberto da França segue a lista da ATP para designar os pré-classificados, coisa que não acontece em Wimbledon. E a classificação a ser usada para estabelecer os 16 cabeças será a do ranking da próxima segunda-feira.Com mais três semanas garantido como número 1, Guga também vai confirmar outra marca histórica: passará a ser um dos dez jogadores, em todos os tempos, a ficar mais tempo na liderança do ranking mundial, com total de 20 semanas, empatado com o sueco Mats Wilander. O tenista que mais tempo ficou em primeiro lugar é Pete Sampras, com 285 semanas não consecutivas. O checo naturalizado norte-americano Ivan Lendl vem em segundo, com 270 semanas, mas para muitos é considerado o maior recordista, pois lidera a lista em semanas consecutivas (159). Em terceiro vem o norte-americano Jimmy Connors (268), John McEnroe (170) é o quarto, o sueco Bjorn Borg (169) vem em 5º, o 6º é Andre Agassi (82), Stefan Edberg (72) aparece em 7º, Jim Courier (58) está em 8º, Ilie Nastase (40) ficou em 9º, e, em 10º, ao lado de Guga, está Mats Wilander com 20.Sem destino - Depois da surpreendente derrota em Hamburgo, Guga vai tirar alguns dias de folga, mas não vai deixar de cuidar da sua condição física. Ele não sabe ainda onde vai descansar e é pouco provável que volte ao Brasil. O certo apenas é que na próxima quarta-feira já estará treinando em Roland Garros.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.