Guga não deve cair muito no ranking

Com tempo estimado de recuperação de 3 a 6 meses, o tenista Gustavo Kuerten, na pior das hipóteses, iria manter-se entre os 20 primeiros do ranking mundial até a sua volta às quadras. Com perspectiva de rápida recuperação, Guga poderia ficar entre os dez primeiros, caso consiga concretizar seu sonho de estar pronto para jogar Roland Garros, no final de maio.A recuperação de Guga parece caminhar bem. Operado na terça-feira, ele já teria recebido alta nesta quinta-feira, segundo informações do hospital Batista de Nashville, no Tennesse, Estados Unidos. Mas isso, porém, pode ser apenas uma estratégia para o tenista não ser incomodado nestes momentos em que precisa de tranqüilidade. A previsão de saída do hospital era para o fim de semana.Se as coisas estiverem mesmo andando rápidas, melhor para Guga. Afinal, esta cirurgia no quadril veio justamente no momento em que o tenista tem mais pontos para defender no ranking mundial. Ano passado, ele ganhou quatro torneios e foi vice em outro exatamente neste período do ano.Em 2001, Guga foi campeão em Buenos Aires (200 pontos já descontados), Acapulco (mais 250 pontos), em Montecarlo (500) e Roland Garros (1.000). Esteve ainda na final de Roma (350) e defende 75 pontos conquistados em Indian Wells e 35 em Key Biscayne. Em Hamburgo, o brasileiro caiu na primeira rodada e só marcou cinco pontos, mas por se tratar de um Masters Series esses pontos são computados, embora não alcancem a média do jogador.Assim, se Guga voltar antes de Roland Garros teria para descontar 1.415 pontos (inclusive com os de Buenos Aires, já retirados do total de 3.630) e entraria no torneio francês ainda entre os dez primeiros do ranking mundial. Seria um dos principais cabeças-de-chave.Caso não possa jogar em Paris, Guga perderia outros mil pontos e seu ranking ficaria próximo dos 20, ou seja, provavelmente na 18ª posição. Isso vai depender também do desempenho de outros jogadores. De qualquer maneira, não seria nada tão desastroso para um jogador que, em boas condições físicas, já provou que pode conquistar resultados brilhantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.