Guga: nem Copa Davis nem cirurgia

Nem Copa Davis nem cirurgia. Gustavo Kuerten, depois de ouvir os médicos da Associação dos Tenistas Profissionais (ATP) e passar por exames na Austrália, decidiu investir num tratamento clínico para recuperar-se da lesão no púbis. Com isso, Guga já descartou a possibilidade de defender o Brasil na primeira rodada do Grupo Mundial da Davis, da República Checa, em Ostrava, entre os dias 8 e 10. Sua volta às quadras será em torneios no saibro, provavelmente nos ATPs de Buenos Aires ou Acapulco, em fevereiro. A decisão de não passar por cirurgia contraria a opinião de especialistas, mas o próprio médico da equipe brasileira da Davis, Rogério Teixeira, tomou o cuidado de enfatizar que jamais examinou o tenista no que se refere à lesão no púbis. O comentário a respeito da necessidade de uma cirurgia foi feito em razão dos sintomas apresentados pelo jogador nos últimos meses. Assim, Guga deve ter ouvido outras opiniões na Austrália. O diagnóstico oficial, com os resultados dos recentes exames realizados em Melbourne, virão na bagagem de Guga. Como a certeza de que poderá livrar-se das dores em um prazo bem menor do que aquele exigido por uma cirurgia - em menos de um mês, possivelmente, estará de volta às quadras, disputando títulos. A estratégia é programar o retorno de Guga nos torneios em quadras de saibro, onde os problemas com a contusão são menores. Segundo o calendário do brasileiro, a primeira disputa no saibro seria no ATP Tour de Buenos Aires, a partir de 18 de fevereiro. Se até esta data não se sentir em boas condições, Guga jogaria em Acapulco, a partir de 25 de fevereiro. No ano passado, com a mesma programação, Guga conseguiu uma boa recuperação das dores. Logo depois de ganhar o título do Masters Series de Montecarlo, desistiu de jogar o torneio de Barcelona para fazer tratamento. Só então voltou para a Europa, onde alcançou campanhas brilhantes, como o vice-campeonato de Roma e o tricampeonato de Roland Garros. A dúvida são os torneios em quadras rápidas nos Estados Unidos, como Indian Wells e Miami, disputados entre o de Buenos Aires e o de Acapulco e os da temporada européia de saibro.

Agencia Estado,

15 de janeiro de 2002 | 21h49

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.