Guga, novo Midas do esporte nacional

Com mais um contrato milionário, destes de fazer inveja aos craques do futebol, Gustavo Kuerten transforma-se no novo Rei Midas do esporte nacional: onde coloca o dedo, vira ouro. Hoje, no Rio, Guga confirmou a Olympikus - marca de material esportivo - como seu mais novo patrocinador para a temporada de 2002, num acordo válido até 2004, e que deverá significar um faturamento de R$ 6 milhões ao ano para o tenista. Empresa do poderoso grupo Azaléia, a Olympikus junta-se a uma lista numerosa de bons patrocinadores, como o guaraná Kuat - que passará a figurar na manga esquerda do uniforme de Guga - o Banco do Brasil - vai permanecer na manga direita -; a Raider, com contrato de uso de imagem e licenciamento; a Motorola, uso de imagem; a Tilibra, licenciamento; e as raquetes Head, única marca que restou dos antigos grupos que apoiaram Guga desde o início da carreira. "Estou numa nova fase na minha carreira. Há mais de dois anos que estou entre os melhores do mundo e acho que esta troca de patrocinadores reflete este atual momento", disse Guga, em entrevista coletiva no hotel Sofitel, em Copacabana. "O contrato com a Diadora terminou e estou contente em ter uma empresa brasileira ao meu lado, num grupo em que posso participar do desenvolvimento de uma linha de roupas e produtos específicos para o tênis." Entusiasmado com a contratação de um Mídas como Guga, o diretor de marketing do grupo Azaléia, Gumercindo Neto, confessou-se emocionado em ter o tenista como parte de sua "família" de 18 mil funcionários e de mais de 40 milhões de pares de calçados vendidos por ano. Revelou ainda que a Olympikus é a marca de artigos esportivos mais vendida no Brasil e já ocupa a 7.ª posição no ranking mundial, com exportações para 25 países, especialmente da Europa e América Latina. Seu faturamento em 2001 foi de R$ 300 milhões e a meta é chegar a R$ 360 milhões em 2002. "Nosso projeto com Guga é consolidar nossa liderança em mais uma modalidade esportiva", disse Gumercino Lima, revelando ainda que a Olympikus tem parcerias com outros esportes como vôlei e atletismo. Com mais este contrato, fecha-se o grupo de patrocinadores de Guga, como afirmou seu empresário no Brasil, Paulo Carvalho, influente nas negociações dos contratos do tenista. "Estamos marcando uma nova fase na carreira de Guga, com patrocinadores que se identificam com a imagem de profissionalismo e sucesso do tenista brasileiro", disse Carvalho, também consultor da Octagon Koch Tavares, nos negócios de Kuerten. "Encerramos o ciclo de patrocinadores, mesmo porque precisamos preservar o calendário do tenista."

Agencia Estado,

03 de janeiro de 2002 | 18h50

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.