Guga passa fácil por Ivanisevic

Gustavo Kuerten começou muito bem o Masters Series de Indian Wells, nos Estados Unidos. Nesta terça-feira, o tenista brasileiro ganhou fácil do croata Goran Ivanisevic por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/4. Agora, já na quarta-feira, Guga enfrentará na segunda rodada o suíço Roger Federer, que avançou após o abandono de seu adversário, o espanhol Felix Mantilla.Vencer em dois sets, em apenas 53 minutos, diante de um especialista em quadras rápidas, como o ex-campeão de Wimbledon Goran Ivanisevic, era tudo o que Guga queria para sua estréia em Indian Wells. Por isso, ele deixou a quadra feliz da vida, com a certeza de que os sacrifícios realizados durante o feriado de carnaval, em que teve horas extras de treino, valeram a pena.Com a classificação garantida para a segunda rodada, Guga não terá vida fácil num torneio da qualidade de Indian Wells. Nesta quarta-feira, ele enfrentará Federer, jogador para o qual perdeu uma única vez, no Masters Series de Hamburgo, na Alemanha, no ano passado. Esse único confronto entre os dois foi meio estranho. O tenista brasileiro estava voltando de cirurgia e perdeu feio o primeiro set por 6 a 0. No segundo, como o próprio Guga definiu na época, ele "pegou o jeito" e reagiu marcando 6 a 1. No terceiro, deixou escapar a chance e perdeu o jogo por 6/2.Agora, as condições são bem diferentes. Guga está investindo forte nos seus treinamentos em quadras rápidas, superfície em que o tricampeão de Roland Garros se deu melhor este ano. Afinal, o brasileiro, especialista em saibro, conquistou neste mesmo tipo de piso o título do ATP Tour de Auckland, na Nova Zelândia.Ainda assim, a tarefa não será fácil para Guga nesta quarta-feira. Federer é um destes jogadores que se adaptam facilmente a qualquer superfície. Um de seus golpes mais perigosos é o slice - bola cortada - de esquerda, que costuma incomodar muito seus adversários.Dentro dos planos - O técnico Larri Passos também estava muito feliz com a estréia de Guga em Indian Wells. Ele lembrou que, diante de bons sacadores como Goran Ivanisevic, seu pupilo precisaria entrar forte e tentar quebrar a confiança do adversário. E foi justamente o que aconteceu."Acho que valeu mesmo a pena o Guga ter se esforçado tanto nos treinamentos, com horas extras na quadra para poder fazer uma boa estréia como esta", afirmou Larri Passos. "Fui criticado por exigir treinamentos de Guga durante os feriados de carnaval, mas ele pôde aproveitar um pouco por um dia e logo voltou ao trabalho." O resultado do sacrifício foi uma estréia invejável. Guga, no primeiro set, conseguiu duas quebras de serviço, no 2 a 1 e 5 a 2, e sacou para fechar a série em 6/2. Depois manteve a pressão sobre o adversário e chegou até mesmo a servir para o jogo com 5 a 2. Cedeu seu único saque na partida, mas definiu com 6/4.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.