Guga perde e está fora da final do Brasil Open

Até que Gustavo Kuerten fez por merecer uma vitória. Teve chances e muitas: sacou para o jogo com 5 a 4 no terceiro set, em outros games acumulou uma série de pontos de quebra de serviço, mas desperdiçou todas as oportunidades, para decepção da alegre torcida na Costa do Sauípe. Ficou para Guga um gosto amargo de cair nas semifinais do Brasil Open, ao perder para o alemão Rainer Schuettler por 6/4, 2/6 e 7/5. ?Estas coisas fazem parte do tênis", conformou-se Guga. "Mas fiquei com o gostinho de jogar uma final." O resultado tira o tênis brasileiro pela primeira vez de uma decisão do Brasil Open. No primeiro ano, Fernando Meligeni perdeu o título para o checo Jan Vacek, depois Guga ganhou, superando o argentino Guillermo Coria. Desta vez, Schuetter, número 8 do ranking, decide o campeonato com o holandês Sjeng Schalken, número 13, que derrotou o argentino Gaston Etlis por 6/1, 2/0 e desistência. O jogo será às 12 horas, com transmissão pela SporTV, Canal 21 e Bandeirantes. Se não foi para a final, Guga pelo menos conformou-se com o fato de ter realizado uma boa semana no Sauípe, jogando várias partidas num nível competitivo e com chances de derrotar um dos tenistas classificado entre os dez do ranking. "Perdi por detalhes, uma bola ou outra muito próxima da linha, e poderia ter ganho", afirmou. "E o melhor desta semana foi justamente isso, o de voltar a jogar atacando, indo para pontos. Até mesmo no match point arrisquei uma bola e é esse meu estilo." Agora, Guga viaja neste domingo para mais um desafio: defender o Brasil na Copa Davis, com a equipe brasileira jogando pela primeira vez uma repescagem fora de casa, contra o Canadá, em Calgary.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.