Guga planeja ficar entre os 50 em 2006

Ex-número 1 do mundo e tricampeão de Roland Garros, Gustavo Kuerten ainda mantém seu forte carisma e apenas um treino seu na praia de Copacabana, no Rio, transformou-se num evento. Tirou fotos com crianças tenistas da comunidade de Mangueira e, por 1h30, mostrou parte de seu belo tênis, em disputas de bola com Ricardo Mello, na preparação para a estréia, nesta quinta-feira, no Desafio Internacional. Bem mais rápido em quadra e com boa movimentação de pernas, Guga revelou, porém, objetivos bem mais discretos para a próxima temporada. ?Quero ver se no próximo ano fico entre os 50 da ATP?, disse Guga, que está encerrando a atual temporada em 294 do ranking. ?2006 vai ser um ano para reintegração ao circuito, voltando a disputar os principais torneios e em busca de bons resultados?. Guga confessou também que espera ?voltar com tudo?. Por isso, adiou um pouco seu calendário, deixando de jogar no Aberto da Austrália para estar em melhores condições no retorno marcado para fevereiro, em Viña Del Mar, no Chile. ?Quero voltar com tudo, já nos primeiros torneios?, disse, referindo-se ao fato de que não planeja esperar a temporada européia de saibro para buscar pelos melhores resultados. Seu jogo em 2006 também deve mostrar algumas diferenças. Está bem mais agressivo, jogando a um passo da linha e estas alterações refletem o estilo do novo treinador, o argentino Hernan Gumy. ?Guga está se adaptando bem a este novo estilo, melhorou bastante sua movimentação e temos ainda dois meses para ele estar nas condições ideais de voltar ao circuito?, contou Gumy. Guga faz sua estréia no Desafio Internacional de Tênis, em Copacabana, às 21h. Seu adversário ainda não está definido. Será conhecido em um sorteio a ser realizado na hora do almoço desta quinta, envolvendo os tenistas com chances de classificação para as semifinais do evento, ou seja, entre o alemão Nicolas Kiefer, o brasileiro Ricardo Mello, o equatoriano Nicolas Lapentti e o norte-americano Robby Ginepri. Outra atração do Desafio, o argentino Mariano Puerta é esperado nesta quinta-feira, no Rio. O tenista esteve em Londres, onde acompanhou o julgamento de seu caso de doping, em Roland Garros. O tribunal da ITF (Federação Internacional de Tênis) não anunciou ainda se irá ou não punir o jogador, que se tiver comprovada o uso de substâncias proibidas, será banido do esporte por ser reincidente.

Agencia Estado,

07 de dezembro de 2005 | 18h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.