Guga pode estrear contra outro brasileiro

Gustavo Kuerten é o terceiro melhor tenista em atividade em Roland Garros. Tem 35 vitórias contra apenas cinco derrotas, em oito participações. Está atrás apenas de Andre Agassi, com mais de 50 vitórias, em 15 torneios e Alex Corretja, que já jogou por 12 vezes e jamais foi campeão em Paris. Guga não tem muitas esperanças de melhorar esse retrospecto em 2004. Mas se o tenista brasileiro estava precisando de um pouco de sorte, ela veio com a definição de seu adversário na estréia. No sorteio realizado no recém inaugurado Museu do Tênis, em Roland Garros, ficou definido que Kuerten terá pela frente um tenista vindo do qualifying. Flávio Saretta não pode pensar com tanto otimismo. Afinal, vai ter de enfrentar na primeira rodada um ex-campeão de Roland Garros, o espanhol Albert Costa, que ergueu o troféu dos mosqueteiros em 2002. "Não sei o que dizer da minha estréia. Só vou poder ter uma idéia melhor quando souber quem será meu adversário", disse Guga. Se o destino desejar, Guga poderá até mesmo enfrentar outro brasileiro na sua estréia em Paris. É que Ricardo Melo conseguiu pela primeira vez em sua carreira uma vaga no aberto da França, depois de derrotar, na rodada decisiva do torneio classificatório, o sul-coreano Hyung-Taik Lee, por dois sets a um, parciais de 7/5, 6/7 (7/5) e 6/3. Com esse resultado, Melo estava sorridente na sala dos jogadores em Roland Garros e já sonhava em repetir bons resultados na chave principal. Outro brasileiro já classificado é Flávio Saretta, que chegou hoje à tarde à Paris. Descontraído como de costume, não se intimidou com o fato de ter pela frente um ex-campeão de Paris, como Albert Costa. "Vou entrar em quadra para dar o meu melhor. Quero jogar ponto a ponto, sem me preocupar com quem está do outro lado", disse Saretta, que já vem mesmo merecendo resultados significativos na atual temporada. O Brasil nesse sábado, tem ainda a chance de colocar mais um jogador na chave principal. Franco Ferrero vem mostrando uma incrível ascenção técnica. Só que amanhã terá um duelo e tanto: vai enfrentar a revelação argentina Juan Mônaco, jogador que inclusive já venceu Gustavo Kuerten esse ano, na primeira rodada do Masters Series de Miami. Entre os principais favoritos, o sorteio definiu que o número um do Mundo, Roger Federer vai ter pela frente um tenista do qualifying. Mas a primeira rodada de Roland Garros já reserva duelos bem interessantes. Marat Safin desafia Agustin Callere, enquanto Guilhermo Coria joga com o perigoso tenista russo, Nikolay Davydenko. No lado feminino, as irmãs Willians estão do mesmo lado da chave, o que vai impedir uma final entre Vênus e Serena. Do outro lado da quadra estão outras duas das maiores favoritas em Paris, a belga Justine Henin e a francesa Amelie Mauresmo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.