Guga quer título para voltar ao topo

O ranking mundial do tênis só poderá sofrer alterações significativas nesta semana, com a disputa do Masters Series de Montecarlo, que estará dando ao campeão 500 pontos para o chamado sistema de entradas e outros 100 para a corrida dos campeões. O brasileiro Gustavo Kuerten tem, inclusive, chances de roubar do russo Marat Safin a liderança do ranking mundial. Mas, para isso, precisará chegar, pelo menos, às semifinais e ainda torcer por uma derrota prematura do tenista russo. Já no caso de o brasileiro conquistar o título no Principado de Mônaco, será novamente coroado como o número 1 do mundo, independente do que fizer Safin na competição.Campeão de 1999 e, novamente, entre os favoritos ao título deste ano, o brasileiro só vai estrear nesta terça-feira, no Masters Series de Montecarlo, o primeiro grande torneio da temporada em quadras de saibro. Guga vai estrear diante do marroquino Younes El Aynaoui.Como já era mesmo de se esperar, Gustavo Kuerten manteve a diferença de 120 pontos para com o líder, o russo Marat Safin, na lista do ranking mundial, divulgada nesta segunda-feira pela manhã, pela Associação dos Tenistas Profissionais (ATP). Já na corrida dos campeões, em que são computados apenas os resultados da atual temporada, Guga deixou de figurar entre os dez primeiros, ocupando agora a 11ª colocação.Entre os brasileiros, Fernando Meligeni continua como o segundo melhor do País no ranking mundial, na 95ª posição, seguido de Alexandre Simoni, em 118, enquanto o mineiro André Sá subiu várias posições, depois do título conquistado no challenger de Calabasas, nos Estados Unidos, ocupando agora a 126ª colocação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.