Guga reencontra Max Mirnyi às 16h30

Justamente na sua partida de estréia do Masters Series de Stuttgart, Gustavo Kuerten vai reencontrar-se com bielo-russo Max Mirnyi, em jogo programado para esta terça-feira, não antes das 16h30, horário de Brasília. Guga viveu um verdadeiro drama diante deste adversário, recentemente, na terceira rodada do US Open, em Nova York, numa vitória emocionante do brasileiro em cinco sets. Agora, as condições são ainda mais favoráveis ao tenista, conhecido nos bastidores do tênis como a "besta" pela força brutal de seu saque e violência dos golpes, fundamentos que se tornam ainda mais perigosos em uma superfície rápida como o carpete e em quadra coberta. Apesar destas esperadas dificuldades, o número 1 do mundo mostra-se tranqüilo com mais este desafio na Alemanha."Acho que num torneio como este não importa muito quem vá ser meu adversário na primeira rodada", constatou Guga. "Os jogos nestas condições, são normalmente decididos em detalhes, as vezes um ace, uma devolução bem dada, pode determinar o resultado." Guga está bastante empenhado e motivado a reabilitar-se depois da eliminação na estréia, semana passada, em Lyon, quando perdeu para o croata Ivan Ljubicic, que acabou sendo o campeão do torneio. Com esta determinação mostrada, o tenista brasileiro torna-se um jogador ainda mais perigoso e capaz de resultados incríveis, como deixou claro depois de uma ironia."É para conseguir resultados incríveis que venho treinando tanto", contou Guga. "A gente passa tanto tempo na quadra batendo umas cinco mil bolas para, de repente, acertar meia bolinha para ganhar um jogo." O próprio clima em Stuttgart parece estar colaborando para uma boa campanha de Guga. Um inesperado calor, para esta época do ano (outono europeu), em um torneio indoor, deixa o tenista brasileiro visivelmente mais animado. Além disso, vem recebendo injeções de motivação do técnico Larri Passos, tudo para manter o seu alto nível técnico exibido durante todo o ano, também agora neste fim de temporada.Os treinos, apesar de um belo e gostoso sol, são realizados em quadras fechadas, com luz artificial, em quadras especialmente armadas para as práticas. Na quadra central, a atmosfera é parecida, numa construção provisória em um pavilhão de exposições, coberto e bem equipado para disfarçar o frio habitualmente forte nesta época do ano, mas que neste início de semana ainda não apareceu.Na rodada de abertura, nesta segunda-feira, um dos destaques foi a boa vitória do australiano Mark Philippoussis. Ele vem de cirurgia no joelho e alimentou uma polêmica com seu médico que o dava como sem condições de continuar jogando. Com seu potente saque e um belo jogo, Philippoussis venceu o espanhol Alberto Martin por 6/3, 3/6 e 6/3.Revanche - Enquanto isso, o bielo-russo Max Mirnyi ganhou o direito de uma revanche diante de Guga, depois de vencer o belga Oliveir Rochus por 7/6 (8/6) e 6/2. O sul-africano Wayne Ferreira, campeão do ano passado, eliminou o eslovaco Dominik Hrbaty por 6/4, 2/6 e 6/4; e Nicolas Lapentti (Equador) de Carlos Moya (Espanha) por 4/6, 6/1 e 6/3.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.