Guga: "Senti-me sufocado, me desesperei"

Ainda fora de ritmo, depois de ficar quase 7 meses se recuperando da cirurgia no quadril, Gustavo Kuerten tornou-se presa fácil para os adversários. Como ele próprio admitiu, a vitória na estréia do Torneio de Valência, sobre o belga Olivier Rochus, foi uma surpresa. Tanto que, nesta quinta-feira, o tenista brasileiro acabou eliminado pelo espanhol Alberto Martín."Ele não me deixou entrar no jogo, sempre me levando para as laterais da quadra. Também quase não falhou. Senti-me sufocado, me desesperei. Fiquei me perguntando o que deveria fazer", admitiu Guga, que perdeu por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 6/0. ?Houve momentos em que tentei jogar de igual para igual, mas percebi que não dava."Conformado com a eliminação, Guga fez um balanço positivo da sua volta ao circuito. "Fiquei uma semana no torneio e foi bom para me ambientar. E, no fim de semana, já tem outro evento", disse o tenista brasileiro, referindo-se ao Masters Series de Montecarlo, seu próximo desafio. O próprio Alberto Martín foi bastante sincero ao avaliar a partida desta quinta-feira. "Não foi o melhor Guga, não era o mesmo dos velhos tempos. Concentrei-me no meu jogo porque sabia que se ele entrasse, as coisas se complicariam para mim", afirmou o espanhol.

Agencia Estado,

07 de abril de 2005 | 18h20

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.