Guga: "Senti muito a falta de ritmo"

Gustavo Kuerten fez o suficiente paravencer o uruguaio Marcel Felder por 6/1, 6/0, 3/6 e 6/4, nesta sexta-feira, em Montevidéu, e marcar o primeiro ponto do Brasil no confronto com o Uruguai pela Copa Davis. Mas o tenista brasileiro foi irregular durante o jogo. "Senti muito a falta de ritmo", admitiu Guga. "Num jogo de cinco sets é normal ter algumas oscilações durante a partida, mas não tanto como aconteceu comigo." "Na verdade, não estava aceitando o fato de ter jogado mal dois ou três games. Fiquei inconformado com isso, pois sei que posso manter uma maior regularidade, como fiz nos dois primeiros sets, em que estive bem competitivo e errei pouco", contou Guga. "Acho que joguei cerca de 70% do que posso atualmente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.