Guga sobe no ranking de Entradas

O período agora está bem favorável para Gustavo Kuerten ganhar mais algumas posições no ranking mundial. Sem ter praticamentepontos para defender, tudo o que fizer transforma-se em lucro. Assim, mesmo tendo sido eliminado na primeira rodada do Masters Series de Madri - perdeu para Paradorn Srichaphan - Guga subiu da 35ª para a 32ª colocação no ranking mundial da Associação dos Tenistas Profissionais, em lista divulgada nesta segunda-feira pela manhã. Gustavo Kuerten está atualmente com 1005 pontos.O segundo melhor brasileiro é André Sá, no 65º lugar, com 634 pontos; Fernando Meligeni está em 71º, com 556 pontos; e Flávio Saretta completa a lista do quatro brasileiros entre os 100, na 82ª colocação, com 481 pontos. Entre os líderes, Andre Agassi, com os 500 pontos conquistados com o título do Masters Series de Madri, aproximou-se aindamais do líder o australiano Lleyton Hewitt. O veterano norte-americano tem agora 3.370 contra 4.240, do primeiro colocado. Esta diferença de 870 pontos é ainda bem cômoda para o australiano, mas estão cada vez maiores as chances de Agassiameaçá-lo e, quem sabe, terminar o ano como número 1 do mundo, aos 32 anos. Esta semana, a briga pela liderança continua, mas em torneios que não distribuem pontos suficientes para alterar a posições dos dois líderes. Agassi joga em St. Petesburgo, que dará 250 pontos ao campeão, e Hewitt em Estocolmo, com o vencedor levando 200 pontos. A parte boa da briga ficará para a semana que vem no Masters Series de Paris, com 500 pontos para o campeão. Este torneio também definirá os oito classificados - um deles será wild card (convidado) - para o Masters Cup de Xangai. Até agora, apenas Hewitt e Agassi estão matematicamente assegurados na competição. O russo Marat Safin pode ganhar vaga esta semana, se chegar a final de St. Petesburgo, enquanto Juan Carlos Ferrero pode garantir a classificação com o título do torneio que joga na Basiléia.Veja os melhores do ranking de Entradas e as posições dos brasileiros.1. Lleyton Hewitt (AUS) 4.240 pontos 2. Andre Agassi (EUA) 3.370 3. Marat Safin (RUS) 2.620 4. Juan Carlos Ferrero (ESP) 2.525 5. Jiri Novak (Rep. Checa) 2.355 6. Tim Henman (ING) 2.335 7. Sebastien Grosjean (FRA) 2.240 8. Roger Federer (SUI) 2.235 9. Tommy Haas (ALE) 2.170 10. Carlos Moyá (ESP) 2.110 Brasileiros 32. Gustavo Kuerten 1.005 65. Andre Sá 634 71. Fernando Meligeni 556 82. Flávio Saretta 481 137. Ricardo Mello 289 157. Alexandre Simoni 237

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.