Guga tem dura missão em busca do bi

Em busca do bicampeonato do torneio de Buenos Aires, Gustavo Kuerten vai ter uma difícil missão na briga por mais um título.Caiu num lado difícil da chave da Copa AT&T, com rivais fortes como Marcelo Ríos (ex-número 1 do mundo), Mariano Zabaleta, Magnus Norman (ex-líder da corrida dos campeões), e Franco Squillari, entre outros no seu caminho até uma possível final. Sente ainda a falta de ritmo e a incerteza de seu rendimento físico, com as ameaçadoras dores no quadril."Esta vez vai ser bem mais difícil", afirmou Guga. "Chego a Buenos Aires com outras expectativas, quero ver até onde posso ir e este torneio será realmente um bom teste." Guga sente-se muito bem diante do público argentino. Garante que em poucos lugares fica tão confortável como em Buenos Aires e tudo isso poderá ser uma motivação a mais para reencontrar-se com as vitórias e os títulos.O termômetro de sua idolatria na Argentina bateu alto neste domingo, quando participou de um jogo beneficente, arrecandando fundos para o ex-tenista argentino Carlos Gattiker, com grave doença. Mesmo enfrentando um jogador da Argentina, Guillermo Coria, o público estava nitidamente na torcida pelo brasileiro.Teste - A partida teve apenas um set, vencido por Coria por 7 a 5. Apesar do resultado, Guga mostrou estar em boa forma. Logo no terceiro game quebrou o serviço do adversário e colocou-se em vantagem de 3 a 1. Com jogadas de risco e jogando com descontração, Guga permitiu a reação do adversário, mas não se preocupou com isso. "Meu objetivo neste jogo foi o de colaborar com esta campanha para Carlos Gattiker", disse Guga. "Gosto muito de estar aqui em Buenos Aires, sou bem tratado pelo público e foi na Argentina que dei os meus primeiros passos no profissionalismo, jogando um circuito satélite."Guga inicia a defesa de seu título voltando a enfrentar um tenista argentino. Joga nesta terça-feira à noite, por volta das 21 horas, diante de Agustin Calleri, adversário que derrotou na segunda rodada de Roland Garros, ano passado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.