Guga terá duelo difícil em Melbourne

Gustavo Kuerten já vai ter um difícil desafio logo na sua estréia do Aberto da Austrália. No seu primeiro jogo oficial da temporada de 2002, terá pela frente um adversário perigoso para um torneio em quadras rápidas: o francês Julien Boutter. O jogo ainda sem data marcada, podendo ser de segunda até quarta-feira da próxima semana. A sorte não esteve ao lado do brasileiro, que busca um recorde na Austrália, ou seja, passar da segunda rodada no Melbourne Park. Afinal, no único jogo que Guga fez diante de Julien Boutter perdeu por 2 sets a 0, parciais de 7/6 e 6/2, no ATP Tour da Basiléia, Suíça, disputado no segundo semestre do ano passado. Agora, a quadra de Melbourne Park, superfície de rebound ace - sintética - não é tão rápida quanto o carpete do torneio suíço, mas ainda assim vai causar muitos problemas ao brasileiro, especialmente para fazer a devolução do violento e preciso serviço do tenista francês. Por curiosidade, apesar de Guga ter perdido para Boutter na Basiléia, o tenista brasileiro escolheu seu rival francês para formar dupla em outra competição, o que demonstra um bom relacionamento entre os dois jogadores. Brasileiros em perigo - Além da difícil estréia para Gustavo Kuerten, outros tenistas brasileiros, já classificados para a chave principal, também terão estréias complicadas. Fernando Meligeni, por exemplo, vai pegar um especialista em quadras rápidas como o suíço Michael Kratochvil. Por curiosidade, se o conhecido Fininho passar pela primeira rodada, enfrentaria na partida seguinte, o vencedor entre o número 1 do mundo, o australiano Lleyton Hewitt, e o espanhol Alberto Martin. Outro brasileiro que terá pela frente um adversário perigoso é o paulista Flávio Saretta. Vai enfrentar o francês Arnaud Clement, que no ano passado fez a final do Aberto da Austrália diante do norte-americano Andre Agassi. Enquanto isso, André Sá joga com o também especialista em quadras rápidas, o norte-americano Todd Martin. Já Alexandre Simoni pega um adversário pouco conhecido, o checo Ota Fukarek.

Agencia Estado,

10 de janeiro de 2002 | 22h54

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.